Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bancos estatais devem emprestar R$ 2,5 bi a distribuidoras

Banco do Brasil, Caixa e BNDES devem ser credores, segundo o diretor da Aneel. Operação ainda não está fechada

O governo está negociando com bancos estatais um empréstimo de 2,5 bilhões de reais para liquidar a compra de energia elétrica de curto prazo por distribuidoras nos meses de novembro e dezembro. Segundo o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Reive Barros, Banco do Brasil, Caixa e BNDES deverão ser os credores responsáveis por cobrir o rombo, que, apenas em novembro, totalizava 1,5 bilhão de reais.

Conforme Barros, a operação ainda não está fechada, mas os detalhes foram discutidos nesta tarde pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e seu colega de Minas e Energia, Eduardo Braga.

Leia mais:

Energia elétrica ficará mais cara em janeiro

Distribuidoras de energia correm risco de ficar inadimplentes

2015 mal começou e brasileiro já paga mais caro em conta de luz

Reive, que participou do início da reunião com os ministros, afirmou ainda que as condições do financiamento deverão ser as mesmas das operações de empréstimo ao setor realizadas no ano passado. Os recursos de dois empréstimos, que juntos somaram 17,8 bilhões de reais, foram suficientes para cobrir a necessidade do setor somente até outubro de 2014.

Na terça-feira, o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino já havia sinalizado a possibilidade de obter empréstimos de bancos. “Uma postergação da data de liquidação é uma alternativa, desde que tenhamos uma solução antes. Uma possibilidade é voltarmos a procurar os bancos”, havia dito, citando o pool de instituições financeiras que participaram dos financiamentos anteriores.

(Com Reuters)