Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bancos devem aportar R$ 6 bi em aumento de capital da Oi

Nomes dos bancos não foram revelados, mas, segundo Fato Relevante, são "instituições intermediárias nacionais e internacionais de primeira linha"

Por Da Redação 10 fev 2014, 16h19

A Oi confirmou em fato relevante, divulgado nesta segunda-feira, que, no âmbito da oferta pública primária de ações para conclusão da fusão com a Portugal Telecom, um consórcio de bancos firmou o compromisso de comprar 6 bilhões de reais em papéis da companhia. Os nomes dos bancos não foram revelados e nem as condições da contratação.

A companhia explica que a oferta de ações é um dos passos para a união das operadoras e que “contará com um sindicato de instituições intermediárias nacionais e internacionais de primeira linha que deverá assumir compromisso para subscrição do valor de 6 bilhões de reais”. Além disso, outros 2 bilhões de reais serão subscritos por atuais acionistas da TelPart e um veículo de investimento administrado e gerido pelo banco BTG Pactual.

Leia mais:

BNDES vê operação entre Oi e Portugal Telecom como positiva

Fusão entre Oi e Portugal Telecom cria gigante de R$ 40 bi

No anúncio da fusão, no início de outubro do ano passado, já havia sido informado que o BTG participaria da operação com a colocação da ordem de 2 bilhões de reais pelos atuais acionistas. Mas no último dia 7 de fevereiro, o jornal Folha de S.Paulo informou que um grupo formado por 12 bancos, nacionais e estrangeiros, havia se comprometido a captar entre 6 bilhões e 8 bilhões de reais no mercado para a compra de ações da Oi.

O aumento de capital, ainda de acordo com o anunciado em outubro, será de no mínimo 13,1 bilhões de reais e, no máximo, 14,1 bilhões de reais, parte em operações e negócios da Portugal Telecom e o remanescente – entre 7 bilhões e 8 bilhões- em dinheiro. O objetivo é melhorar a flexibilidade do balanço da CorpCo, a empresa a ser criada na fusão da Portugal Telecom com a Oi.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês