Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bancos brasileiros ficam à frente de americanos em rentabilidade

As instituições financeiras do país tiveram, no entanto, recuo da rentabilidade no ano passado, enquanto as dos Estados Unidos melhoraram

Levantamento divulgado nesta segunda-feira pela Economatica demonstra que em 2011 a rentabilidade sobre o patrimônio (ROE, na sigla em inglês) dos bancos de capital aberto brasileiros ficou à frente da apurada para os americanos pelo oitavo ano consecutivo. A consultoria faz a pesquisa desde 1999.

No ano passado, os bancos brasileiros fecharam com um ROE de 13,97%, que significou uma queda de 1,6 ponto porcentual sobre o dado verificado em 2010. O valor do ROE de 2011 representou ainda a interrupção da sequência de altas que os bancos do país mostravam desde 2008.

Leia também:

Por que os bancos têm lucros tão grandes no Brasil

Já o ROE das instituições financeiras dos Estados Unidos ficou em 7,63%, o que implicou alta pelo segundo ano seguido. O valor em 2009 era de 2,81% – o menor de todo o período analisado pela Economatica – e passou a 6,06% no ano seguinte.

Três anos atrás, a relação do ROE das instituições financeiras brasileiras em relação às americanas era de 4,7 vezes. Em 2011, este coeficiente caiu para 1,8 vez.

Para o cálculo da mediana do ROE, a Economatica utilizou todas as empresas presentes em cada um dos anos e calculou a mediana do ROE das mesmas.