Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Banco do Brasil vence licitação por Banco Postal

Lance vencedor foi de 2,3 bilhões de reais. Bradesco desistiu na 12ª rodada do leilão

Por Da Redação 31 Maio 2011, 16h46

O Banco do Brasil foi declarado, nesta terça-feira, o vencedor da licitação do Banco Postal, com o lance de 2,3 bilhões de reais, na 12ª rodada, depois que o Bradesco desistiu de fazer novos lances – fixando sua última oferta em 2,25 bilhões de reais. O valor total a ser desembolsado pelo Banco do Brasil será de cerca de 3,150 bilhões de reais.

Esse valor suplementar ocorre porque o edital de licitação estabelece o pagamento de 500 milhões de reais pela rede de mais de 6 mil agências dos Correios (valor fixo) e 350 milhões de reais referentes às transações bancárias (previsão). O que definiu o vencedor, no entanto, foi a proposta feita pelo negócio, espécie de “luva” para ser o parceiro da estatal.

O montante de 2,3 bilhões de reais, referente à proposta vencedora, deverá ser pago no prazo de dez dias a partir da assinatura do contrato. Os 500 milhões de reais que serão pagos pelo uso das agências deverão ser quitados em 2 de janeiro, data do início das operações do Banco Postal sob o novo contrato. O valor referente às tarifas bancárias será apurado mês a mês e cobrado no mês posterior.

O novo contrato terá vigência de cinco anos e seis meses. Poderá haver uma renovação, mediante novo depósito, com valor referente ao uso da rede das agências e do lance do leilão, atualizado pela taxa Selic.

Desde sua criação, há dez anos, o Banco Postal é operado pelo Bradesco. Em 2010, a instituição contribuiu com um lucro de 820 milhões para os resultados do banco privado. O Banco Postal oferece serviços como abertura de conta corrente, saque e pagamento de benefício do INSS.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade