Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Banco Central japonês se reúne para discutir taxas de juros

Por Da Redação 15 nov 2011, 03h59

Tóquio, 15 nov (EFE).- O Banco do Japão iniciou nesta terça-feira sua reunião mensal de dois dias para analisar as taxas de juros e avaliar o impacto do fortalecimento do iene na economia, pouco mais de duas semanas depois da intervenção no mercado de divisas para desvalorizar a moeda.

A expectativa é que a junta de política monetária do Banco deixe os juros no baixíssimo nível entre 0% e 0,1% no qual se encontram desde outubro passado para potencializar a recuperação da economia japonesa.

No último dia 31 de outubro, o Banco do Japão, em nome do Ministério das Finanças, interveio no mercado de divisas com uma operação estimada em entre 7,5 e 8 trilhões de ienes (cerca de R$ 180 milhões) para desvalorizar a moeda.

O iene ronda há meses níveis máximos frente ao dólar e o euro, já que muitos investidores a consideram uma moeda ‘refúgio’ em relação às moedas americana e europeia.

A intervenção de outubro foi a quarta em pouco mais de um ano e a segunda em apenas três meses, mas nenhuma destas operações conseguiu uma desvalorização duradoura do iene, cujo fortalecimento prejudica seriamente os exportadores japoneses.

Os nove membros da junta do Banco do Japão também examinarão o ambiente empresarial e o impacto da instabilidade nos mercados financeiros por causa da crise de dívida na Europa, de acordo com a agência local ‘Kyodo’.

Os analistas estimam que a situação dos mercados externos desponta como uma das principais ameaças para a economia japonesa que, entre julho e setembro, mostrou uma forte recuperação ao crescer 6% no ano e 1,5% em comparação com o trimestre anterior, conforme dados preliminares divulgados ontem. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade