Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Banco Central da China corta taxas básicas de juros

Governo chinês está tentando dar suporte para o crescimento da economia e avançar na reforma do sistema financeiro local

Por Da Redação 7 jun 2012, 08h44

O Banco do Povo da China (PBOC, banco central do país) cortou as taxas básicas de juros sobre empréstimos e depósitos, em uma tentativa de dar suporte para o crescimento da economia e avançar na reforma do sistema financeiro local. O PBOC também agiu para permitir que as taxas oscilem mais livremente,

Em comunicado, a instituição informou que reduziu a taxa de empréstimos de um ano e a taxa de depósitos de um ano em 0,25 ponto porcentual, com efeito a partir de sexta-feira. A taxa de empréstimos passou de 6,56% para 6,31% e a taxa de depósitos recuou de 3,50% para 3,25%.

Com isso, as taxas de depósitos vão subir para 110% da taxa de referência e que as taxas de empréstimos caiarão para 80% da taxa de referência. O PBOC havia elevado as taxas de juros três vezes no ano passado, sendo a última vez em 6 de julho.

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da China sofreu uma desaceleração e subiu ‘apenas’ 8,1% no primeiro trimestre de 2012 em relação ao mesmo período de 2011. O número representa a taxa mais baixa em quase três anos, segundo informou em aqbril o Birô Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês).

(com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade