Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Indústria de Transformação puxa resultado da balança comercial em agosto

Saldo ficou em R$ 5,42 bi; exportações da indústria do setor somaram US$ 9,12 bilhões no mês, com destaque para carne e produtos de ferro e aço

Por Luisa Purchio Atualizado em 23 ago 2021, 18h46 - Publicado em 23 ago 2021, 18h44

Dados divulgados nesta segunda-feira, 23, pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia, apontaram que a balança comercial brasileira ficou positiva em 5,42 bilhões de dólares nas três primeiras semanas de agosto. O saldo é fruto da arrecadação de 18,59 bilhões de dólares com exportações e as compras de 13,18 bilhões de dólares em importações, um crescimento de 30,3%, pela média diária, em relação a agosto do ano passado. O principal destaque nas exportações foi da Indústria de Transformação, que arrecadou 9,12 bilhões de dólares com vendas de carne bovina, aves e produtos semiacabados, lingotes e outras formas primárias de ferro ou aço.

No acumulado do ano, o superávit atingiu 49,77 bilhões de dólares, um crescimento de 45,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em agosto, depois da Indústria de Transformação, a Indústria Extrativa arrecadou 5,83 bilhões de dólares com vendas ao mercado global de minério de ferro, minérios de cobre e óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus. O setor Agropecuário, por sua vez, arrecadou 3,53 bilhões de dólares com vendas de café não torrado, soja e madeira bruta.

No lado das importações os destaques foram os mesmos, com Indústria de Transformação em primeiro lugar, com 11,92 bilhões de dólares em compras de óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos, medicamentos e produtos farmacêuticos e adubos ou fertilizantes químicos. Na sequência, foram 929,14 milhões de dólares em compras da Indústria Extrativa, como carvão, óleos brutos de petróleo ou minerais betuminosos, crus, e gás natural. Já em terceiro lugar ficou a Agropecuária, com 269,14 milhões de dólares em importações de pescado, trigo, centeio e milho.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)