Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Azul e Trip criarão cia aérea com 14% do mercado

SÃO PAULO (Reuters) – As companhias aéreas Azul e Trip devem anunciar uma fusão na tarde desta segunda-feira, criando uma companhia aérea com cerca de 14 por cento do mercado brasileiro, em mais operação de consolidação do setor que enfrenta preços altos de combustíveis e aumento da demanda inferior ao da oferta de assentos.

A informação foi confirmada à Reuters nesta segunda-feira por uma fonte próxima às negociações que preferiu não se identificar.

Representantes da Trip não comentaram o assunto. Já a Azul, terceira maior companhia aérea do Brasil, afirmou que somente se pronunciará no evento de imprensa que será realizado na tarde desta segunda-feira, em São Paulo. O teor do encontro não foi informado.

A Azul terminou o mês de abril com uma participação de mercado no Brasil de 9,94 por cento, enquanto a Trip registrou fatia de 4,29 por cento no mesmo período, segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil nesta segunda-feira.

Desta forma, as duas empresas detiveram em abril uma participação de mercado de 14,23 por cento, isolando a nova companhia na terceira colocação no mercado de aviação doméstica. A liderança segue sendo disputada entre TAM e o grupo Gol, que tenta ver aprovada a compra da Webjet. A quarta posição fica com a Avianca, que em abril teve 4,98 por cento do mercado doméstico.

A união das empresas, que possuem frotas de jatos Embraer e turboélices da ATR, ocorre depois que a TAM assinou em março do ano passado uma carta de intenções para comprar 31 por cento de participação na área regional, acordo que não se concretizou.

Segundo jornais, a operação deixará os acionistas da Azul com participação majoritária na nova empresa. O restante ficará com os acionistas da Trip.

O jornal O Estado de S.Paulo publicou nesta segunda-feira que 80 por cento da nova empresa ficarão sob controle de acionistas da Azul, criada em 2008, que incluem o empresário David Neelemann, fundador da empresa, e os fundos de investimento Gávea e TPG. Já o jornal Valor Econômico afirma que a participação da Azul na empresa combinada será de 67 por cento.

A Trip, fundada em 1998, tem entre seus acionistas a companhia aérea norte-americana SkyWest, com 20 por cento da aérea brasileira; e os grupos rodoviários Caprioli e Águia Branca.

(Por Carolina Marcondes)