Clique e assine a partir de 9,90/mês

Avião da Embraer será equipado com armas da Boeing

Acordo faz parte de uma série de compromissos já firmados entre as duas empresas e reforça a intenção da Embraer à concorrer a licitação nos EUA

Por Da Redação - 10 jul 2012, 13h41

A Embraer anunciou nesta terça-feira um acordo com a Boeing para equipar seu principal avião militar, o A-29 Super Tucano, com armas desenvolvidas pela companhia americana. Os equipamentos da alta tecnologia, porém, dependerão das futuras demandas dos clientes, em especial as forças aéreas de diferentes países, explicou a Embraer por meio de um comunicado.

O presidente da Embraer Defesa, Luiz Carlos Aguiar, disse que o acordo demonstra a “versatilidade” do Super Tucano e contribuirá para beneficiar a penetração da empresa nos EUA. O acordo faz parte dos compromissos firmados entre as duas empresas em abril, que envolvem a produção de dispositivos de segurança e a melhoria da eficiência de aviões comerciais, assim como um aumento da pesquisa sobre biocombustíveis.

No dia 26 de junho, a Boeing se comprometeu a fornecer assistência técnica e comercial para a fabricação do cargueiro militar KC-390, assim como colaborar na comercialização do avião em vários mercados que ainda não foram explorados pela Embraer.

A Embraer participa de concorrência aberta pela Força Aérea dos Estados Unidos, que pretende comprar 20 aviões de combate leve. A companhia brasileira chegou a vencer a licitação, mas ela foi posteriormente cancelada e reiniciada.

Continua após a publicidade

(com agência EFE)

Publicidade