Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Endividada, Avianca propõe licença não-remunerada e PDV a tripulantes

Em recuperação judicial, empresa tem quase 500 milhões de reais em dívidas e está brigando na Justiça para não perder seus aviões

A Avianca vai oferecer a seus tripulantes – comissários e pilotos – uma proposta de licença não-remunerada e possibilidade de adesão a um programa de demissão voluntária (PDV). A proposta, que foi comunicada ao Sindicato Nacional dos Aeronautas, será apresentada aos funcionários nesta quarta-feira, 23.

A proposta acontece a poucos dias do prazo dado pela Justiça para a Avianca apresentar um plano de pagamento das dívidas com seus credores.

Em recuperação judicial desde dezembro, a Avianca tem quase 500 milhões de reais em dívidas e está brigando na Justiça para não perder seus aviões. A companhia tem até 1º de fevereiro para apresentar às empresas arrendatárias uma proposta de pagamento das dívidas vencidas ou um plano de devolução escalonado de aeronaves – além de realizar pagamento em dia a partir de então. Caso não seja fechado nenhum acordo até a data, a Justiça poderá decretar a reintegração de posse dos aviões automaticamente.

Na semana passada, a empresa anunciou o encerramento das operações entre Guarulhos (SP) e Nova York, Miami e Santiago a partir de 31 de março. Com o fim de três de seus principais voos internacionais, a empresa devolveu mais duas aeronaves a arrendatários – ao todo, já foram entregues sete aviões.

Procurada, a Avianca ainda não se manifestou sobre o tema.

(Com Estadão Conteúdo)