Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Avianca transporta 10% menos passageiros em mês anterior aos cancelamentos

Em recuperação judicial desde dezembro, companhia tem devolvido aeronaves e cancelado voos

O número de passageiros transportados em voos domésticos pela Avianca, que está em recuperação judicial, caiu 10% em março, comparado ao mesmo período do ano anterior, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira, 23, pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Os dados são referentes ao mês anterior aos cancelamentos de voos, que começaram em abril e já somam mais de 1.000, devido a devoluções de aeronaves às empresas arrendadoras, por causa de dívidas.

Foram 880.000 passageiros transportados em março de 2019, número abaixo dos 978.000 registrados em 2018. A companhia aérea já havia apresentado resultado negativo, em janeiro (-12,7%) e fevereiro (-9,7%), meses seguintes ao pedido de recuperação judicial, que ocorreu em dezembro.

Segundo a Anac, a participação no mercado doméstico se manteve, com a Gol (34,1%) tendo a maior fatia do mercado, seguida pela Latam (31,8%), Azul (21,2%) e Avianca (12,6%).

No total, o primeiro trimestre deste ano, teve 24 milhões de passageiros transportados nos voos domésticos, aumento de pouco mais de 1 milhão de pessoas em comparação com o mesmo período do ano passado. Também foi registrada alta na demanda (4,3%) e na oferta (3,4%) do setor.

Recuperação judicial e cancelamento de voos

Em 11 de dezembro do ano passado, a Avianca Brasil entrou com pedido de recuperação judicial. O objetivo era evitar a paralisação de suas atividades, já que a companhia aérea enfrenta dificuldades para manter aviões arrendados por falta de pagamento aos fornecedores. A Justiça já determinou a devolução de dezoito aeronaves. A empresa também chegou a atrasar o pagamento de taxas aeroportuárias. Sua dívida é estimada em 500 milhões de reais.

Por causa dessas dificuldades, a companhia aérea já cancelou mais de 1.000 voos no país nas últimas semanas. O número de reclamações de passageiros contra a Avianca cresceu 51% até o dia 21 deste mês, em relação ao mesmo período de março, segundo o levantamento feito pelo site Reclame Aqui.

De janeiro a março de 2018, foram registradas 2.008 reclamações, sendo 368 sobre cancelamento de voos. Já neste ano, foram computadas 2.056 queixas, dessas, 805 sobre cancelamentos – um aumento de 119%.