Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Avianca reduz frota, elimina rotas e fecha bases operacionais

Ação faz parte do plano de recuperação judicial da companhia

A Avianca Brasil informou nesta terça-feira, 26, que reduziu o tamanho de sua frota, descontinuando algumas de suas rotas e encerrando as atividades de três bases operacionais, no Galeão (RJ), em Petrolina (PE) e em Belém (PA). A companhia passará a atuar com 26 aeronaves, das atuais 38. A empresa descontinuou 21 rotas, passando a operar 32.

Segundo a companhia, a readequação será progressiva, durante o mês de abril, e tem como objetivo ajustar sua operação como parte do plano de recuperação judicial. 

“A Avianca Brasil informa que as 32 rotas remanescentes são estratégicas e continuam a ser operadas normalmente, com seus pousos e decolagens mantidos dentro do cronograma previsto”, afirmou a empresa, em nota.

Na semana passada, a Justiça de São Paulo autorizou que a empresa irlandesa Constitution Aircraft retomasse dez aeronaves da Avianca Brasil. Nesta quarta-feira, 27, deve acontecer uma audiência para discutir com os arrendadores a devolução amigável de aeronaves.

Ainda na agenda da aérea, na sexta-feira, 29, a Avianca deve apresentar pela primeira vez a proposta da Azul aos credores, tentando garantir a operação de venda dos ativos.

Situação judicial

Em 11 de dezembro do ano passado, a Avianca Brasil entrou com pedido de recuperação judicial. O objetivo era evitar a paralisação de suas atividades, já que a companhia aérea enfrenta dificuldades para manter aviões arrendados por falta de pagamento aos fornecedores, e também vem atrasando o recebimento de taxas aeroportuárias.

A Avianca é a quarta maior companhia aérea do país e suas dívidas somam quase 500 milhões de reais. A companhia chegou a devolver, em dezembro do ano passado, duas aeronaves Airbus A330 para as empresas de arrendamento.

(Com Estadão Conteúdo)