Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Avianca cancela 422 voos neste fim de semana

A companhia aérea já informou que outros 406 voos estão cancelados entre segunda-feira (13) e terça-feira (14)

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 12 Maio 2019, 17h06 - Publicado em 12 Maio 2019, 16h48

A companhia aérea  Avianca Brasil cancelou 422 voos neste final de semana em todo o país, de acordo com o site da empresa. A Avianca já informou que outros 406 voos estão cancelados entre segunda-feira (13) e terça-feira (14). Em recuperação judicial, a companhia tem cancelado sistematicamente a maioria de suas decolagens desde o meados de abril.

Neste fim de semana, o aeroporto mais afetado foi Guarulhos (SP), com 119 chegadas e 119 partidas canceladas, seguido por Brasília e Salvador (BA). A lista de terminais com voos cancelados ainda inclui Aracaju (SE), Belém (PA), Campo Grande (MS), Chapecó (SC), Confins (MG), Congonhas (SP), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Foz do Iguaçu (PR), Galeão (RJ), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Juazeiro do Norte (CE), Maceió (AL), Natal (RN), Navegantes (SC), Petrolina (PE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Santos Dumont (RJ) e Vitória (ES).

A Avianca está em processo de recuperação judicial, o que a impede de omitir ou atrasar pagamentos devidos desde a oficialização desse seu status. A empresa, porém, demitiu cerca de 80 funcionários dos setores de check-in, despacho de voos e terminal de cargas do aeroporto de Guarulhos (SP) no início deste mês, segundo o Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos. Esse número representa cerca de 30% da mão de obra da companhia no terminal. 

O leilão dos ativos da companhia aérea marcado para a terça-feira 7 foi suspenso por liminar da Justiça de São Paulo. O pedido foi feito pela Swissport Brasil, empresa de serviços aeroportuários que afirma ser credora de 17 milhões de reais da Avianca Brasil. No despacho da Justiça de São Paulo, o relator Ricardo Negrão determina que a “recuperanda demonstre estrita obediência aos requisitos legais na defesa do plano de recuperação aprovado e homologado, cuja invalidade pretende-se neste recurso”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês