Clique e assine a partir de 8,90/mês

Australiana Grange busca parceiro para explorar minério de ferro

Por Da Redação - 20 jun 2012, 15h01

MELBOURNE, 20 Jun (Reuters) – A produtora australiana de minério de ferro Grange Resources anunciou nesta quarta-feira que deseja vender pelo menos 30 por cento de participações no projeto de 2,9 bilhões de dólares Southdown Magnetite em desenvolvendo no oeste da Austrália, a fim de aliviar os encargos do financiamento do negócio.

A empresa escolheu o Deutsche Bank para aconselhar sobre a venda da sua fatia de 70 por cento no projeto, que foi projetado para produzir 10 milhões de toneladas por ano de magnetita concentrada, por mais de 30 anos.

“A introdução de um terceiro parceiro de jont-venture para o projeto é a melhor maneira de aumentar a garantia de viabilidade do projeto, e reduzir o perfil de risco que a Grange atualmente assume com esse projeto”, afirmou o diretor administrativo da Grange, Russell Clark.

Havia interesse do mundo inteiro pelo projeto Southdown, especialmente na China e em outros países asiáticos, disse o diretor. Trinta por cento do projeto já foram comprados por um consórcio japonês formado pela trading Sojitz Corp e Kobe Steel.

A Kobe Steel, quarta maior fabricante de aço do Japão, teria pago de 50 a 80 milhões de dólares australianos quando comprou 10 por cento de participação indireta, o que faria todas as participações no projeto serem avaliadas entre 500 milhões a 800 milhões de dólares australianos, disse Clark.

O Southdown é uma peça chave para o crescimento da Grange Resources, uma vez que se espera que o projeto produza quatro vezes mais magnetita do que sua operação já em andamento, a Savage River.

As ações da Grange subiram 2 por cento, para 0,51 dólares australianos na quinta-feira passada, ultrapassando os ganhos do mercado em geral, avaliando a empresa em 589 milhões de dólares australianos.

(1 dólar americano = 0,9912 dólar australiano)

(Reportagem de Sonali Paul)

Continua após a publicidade
Publicidade