Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aumento de tarifas americanas a produtos chineses entra em vigor

Ministério do Comércio chinês reiterou que pretende retaliar a ação, mas não especificou de que maneira

Conforme programado, entrou em vigor à 1h01 (horário de Brasília) desta sexta-feira, 10, o aumento tarifário imposto pelos Estados Unidos a um valor acumulado de mais 200 bilhões de dólares em produtos da China. Minutos após a medida ter efeito, o Ministério do Comércio chinês reiterou que pretende retaliar a ação, mas não especificou de que maneira isso pode acontecer.

O órgão chinês lamentou novamente a imposição dos EUA e disse esperar que as duas nações possam trabalhar juntas para resolver as disputas por meio de cooperação e negociação.

Em um comunicado divulgado poucos minutos após o anúncio dos EUA, o Ministério do Comércio da China disse que as negociações comerciais com Washington “estão em desenvolvimento” e espera que ambas as partes “trabalhem juntas para resolver os problemas existentes por meio da cooperação e do diálogo”

Estados Unidos e China concordaram em continuar as negociações comerciais na manhã desta sexta-feira, segundo anúncio da Casa Branca.

as tarifas sobre produtos chineses serão elevadas de qualquer forma, de 10% para 25%, como planejava o governo americano, afirmou uma porta-voz da Casa Branca.

A decisão americana de elevar as tarifas sobre produtos chineses de de 10% para 25% veio depois que o Representante Comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o Secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, se reuniram com Trump para discutir “as atuais negociações comerciais com a China”, segundo comunicado da Casa Branca. As discussões desta sexta ocorrerão no escritório de Lighthizer.

Além do aumento tarifário sobre 200 bilhões de dólares em importações chinesas, Trump disse ontem que os EUA estão “começando a preparar os papéis” para impor tarifas de 25% a mais 325 bilhões de dólares em produtos da China atualmente isentos de taxação.

(Com Estadão Conteúdo e EFE)