Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aumenta o número de carros parados na fronteira

No final de semana serão mais cerca de sete mil veículos na fila para entrar no Brasil. Apenas 500 veículos serão liberados nos próximos dias

Montadoras sofrem com a falta de espaço para estacionar os carros flex

Enquanto os governos do Brasil e da Argentina não conseguem chegar a um acordo para sanar a questão das barreiras comerciais, a indústria automobilística começa a sentir os efeitos da crise. Até a noite desta quarta-feira, havia 4,5 mil carros parados na fronteira entre os dois países. Estima-se que no final de semana serão 7 mil veículos. As informações são do diário argentino Clarín.

Segundo informações das montadoras locais, apenas 500 unidades entrarão no Brasil entre quinta-feira e sexta-feira. O problema começa a se agravar à medida que as plantas locais começam a ter excedente de produção e falta de espaço para estoque. “Os veículos flex destinados ao Brasil começam a se amontoar nos pátios”, disse um executivo de montadora.

Sem espaço – “Não sabemos como seguirá este conflito, mas, se continuar assim por mais duas semanas, teremos que parar a produção”. O Clarín relata que a barreira já está criando situações complicadas. Uma montadora francesa, por exemplo, para tentar lidar com o excedente de produção, avaliou alugar o terreno ao lado de sua planta para guardar os carros. Assim que ouviu o quanto o proprietário queria cobrar pelo aluguel, teria desistido na mesma hora.