Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Augustin acena com possível novo aporte ao BNDES

Por Célia Froufe e Adriana Fernandes

Brasília – O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, acenou hoje com a possibilidade de novo aporte no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Em 2011, foram direcionados para o banco de fomento R$ 55 bilhões, sendo que apenas R$ 10 bilhões foram liberados neste ano. “Estamos recém concluindo os aportes de 2011. Vamos avaliar se é o caso ou não de novo aporte. Se for, será menor do que o do ano passado”, comentou.

O secretário enfatizou que a meta do governo é reduzir “paulatinamente” os aportes ao BNDES. A intenção, de acordo com ele, é criar, ao mesmo tempo, um ambiente para que os financiamentos de longo prazo sejam feitos diretamente pelo setor privado. “Quero registrar a importância de termos lançado títulos de 10 anos no Brasil, a uma taxa histórica. Isso é um bom ambiente para termos mais aportes de empresas, que conseguem também taxas favorecidas”, comemorou.

Na esteira da emissão do governo, empresas de grande porte foram ao mercado externo atrás de crédito. Entre elas estão Vale, Votorantim, Bradesco e JBS. “Depois do nosso ultimo lançamento, várias empresas foram ao mercado e conseguiram taxas favoráveis. É uma política bem-sucedida. Isso é uma política de médio prazo.”