Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

ATUALIZA-BM&FBovespa reduz limites de variação de ativos

Por Da Redação - 6 out 2011, 18h44

(Texto atualizado com mais informações)

SÃO PAULO, 6 de outubro (Reuters) – A BM&FBovespa anunciou nesta quinta-feira que os limites de variação nos negócios intradiários com ações serão reduzidos.

A partir do dia 31 deste mês, toda vez que a oscilação percentual de um ativo como ações, cotas de fundos de índices e outros ativos do mercado à vista da Bovespa superar 10 por cento, a negociação será interrompida por um leilão.

Desde o ano passado, quando a instituição implementou esse sistema, o intervalo de variação no intradia tem sido de 15 por cento em relação ao preço da abertura do ativo. O instrumento interrompe os negócios por um período.

Publicidade

O prazo de duração do leilão será definido pela bolsa e pode durar de 1 a 15 minutos, dependendo do caso, explicou o diretor de operações da BM&FBovespa, André Demarco, à Reuters.

Segundo ele, a medida acompanha iniciativas semelhantes de outras bolsas internacionais, para proteger o mercado de variações súbitas muito agudas, movimentos que podem acontecer sem um motivo aparente.

“Com a maior atividade de investidores como os de high frequency trades, a bolsa tem que ter mais mecanismos de prevenção”, disse Demarco.

Em maio do ano passado, o pregão eletrônico Nasdaq sofreu um “flash crash”, uma queda brusca repentina, que foi atribuída do aumento do uso de computadores e programas transacionais que visam a obtenção de lucros pelo aumento da velocidade da execução de ordens de compra ou venda.

Publicidade

(Reportagem de Aluísio Alves; edição de Juliana Schincariol)

Publicidade