Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

ATUALIZA 1-Fluxo cambial fica positivo em US$7,3bi em janeiro–BC

Por Da Redação 8 fev 2012, 12h24

(Texto atualizado com mais detalhes e contexto)

Por José de Castro

SÃO PAULO, 8 Fev (Reuters) – O Brasil registrou em janeiro o maior superávit cambial em quatro meses, mostraram dados do Banco Central nesta quarta-feira, que apontaram também continuidade nos ingressos de recursos no início de fevereiro.

No mês passado, o fluxo cambial -entrada e saída de moeda estrangeira do país- ficou positivo em 7,283 bilhões de dólares, o maior desde os 8,484 bilhões de dólares que ingressaram ao país em setembro último.

Nos três primeiros dias de fevereiro, ingressaram no Brasil mais 3,794 bilhões de dólares, sendo que na semana passada toda, o saldo foi positivo em 4,575 bilhões de dólares.

Continua após a publicidade

Com tanta liquidez, o BC voltou a atuar no mercado cambial na semana passada, para evitar desvalorizações maiores do dólar frente ao real. Nesta quarta-feira, a autoridade monetária fez mais um leilão de compra de dólares a termo.

Mesmo assim, às 13h19 (horário de Brasília), o dólarregistrava queda de 0,46 por cento, a 1,7165 real.

CONTA FINANCEIRA

A forte entrada de divisas no mês passado se deu quase que totalmente via segmento financeiro. Nessa conta -por onde passam os investimentos estrangeiros em carteira, em produção, entre outros-, o saldo foi positivo em 6,902 bilhões de dólares. Nas operações comerciais, houve superávit de apenas 381 milhões de dólares.

Esse comportamento pôde ser notado novamente nos primeiros números de fevereiro. O fluxo positivo de 3,794 bilhões de dólares nos três primeiros dias do mês deveu-se a ingressos líquidos de 3,660 bilhões de dólares nas operações financeiras e de 134 milhões de dólares no segmento comercial.

Com a forte entrada de recursos, os bancos aproveitaram para aumentar a exposição à vista na moeda norte-americana. Segundo o BC, essas instituições terminaram janeiro com posição comprada de 5,249 bilhões de dólares, ante 4,84 bilhões de dólares até o dia 20 de janeiro. Os bancos haviam fechado dezembro com posição vendida de 1,583 bilhão de dólares.(Edição de Patrícia Duarte)

Continua após a publicidade
Publicidade