Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atividade empresarial na zona do euro sobe acima do esperado

Ritmo de crescimento visto em setembro é o maior em mais de dois anos, segundo consultoria

A atividade empresarial na zona do euro cresceu mais do que o esperado em setembro, com novas encomendas avançando no ritmo mais rápido em mais de dois anos, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O PMI composto preliminar, elaborado pela consultoria Markit, saltou de 51,5 para 52,1 pontos no mês passado, maior nível desde junho de 2011 e superando as expectativas de 51,9 pontos. Uma leitura acima de 50 pontos indica crescimento da atividade.

A novidade é que a a recuperação econômica da região se torna generalizada, com crescimento tanto na Alemanha quanto na França, as duas maiores economias do bloco.

Leia mais:

Alemanha confirma alta de 0,7% no PIB do 2º trimestre

Economia da França cresce 0,5% e sai da recessão

O ritmo de crescimento no dominante setor de serviços do bloco superou todas as projeções. O PMI de serviços atingiu 52,1 pontos, bem à frente dos 50,7 de agosto e confortavelmente acima da mediana das expectativas de 51,0 pontos.

Os negócios na Alemanha, maior economia da Europa, expandiram a um ritmo mais rápido do que no mês passado e na França, segunda maior economia do bloco, a atividade aumentou, ainda que marginalmente, pela primeira vez em 19 meses.

Por sua vez, a atividade industrial desacelerou neste mês, mas as empresas ainda foram capazes de repassar a alta dos custos de insumos para os clientes. O PMI do setor caiu para 51,1 pontos ante máxima de 26 meses em agosto de 51,4 pontos. Analistas estimavam 51,8 pontos no mês.

“Essas pesquisas mostram melhora. Tudo está parecendo bastante positivo”, disse Chris Williamson, economista-chefe do Markit.

Leia também:

Zona do euro deixa a recessão mais longa do pós-guerra

(com agência Reuters)