Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atividade econômica sobe 0,07% em agosto, indica Banco Central

IBC-Br indica leve retomada da economia e, neste ano, taxa está acumulada em 0,66%; indicador é tido como termômetro do PIB

A atividade econômica do país em agosto teve leve alta de 0,07% em comparação ao mês anterior, indicou o IBC-Br, divulgado nesta segunda-feira, 14, pelo Banco Central. O índice, considerado como “prévia” do Produto Interno Bruto (PIB), indica uma retomada lenta na economia do país.

Na comparação com agosto do ano passado, o indicador caiu 0,73%. No acumulado de 12 meses, o IBC-Br registrou crescimento de 0,87% e, no ano, a taxa acumulada é de 0,66%. 

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o BC a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos setores da economia: indústria, comércio, serviços e agropecuária, além do volume de impostos.

O indicador foi criado pelo BC para tentar antecipar, por aproximação, a evolução da atividade econômica. O indicador oficial, entretanto, é o Produto Interno Bruto (PIB), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nem sempre o IBC-Br e o PIB vêm com resultados semelhantes. No acumulado do segundo trimestre do ano, por exemplo, o indicador do Banco Central registrou queda de 0,13%, indicando a chamada recessão técnica, após também ter registrado baixa no trimestre anterior. O PIB, entretanto, cresceu 0,4% no mesmo período, afastando a possibilidade de recessão técnica.