Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Atingidos por barragens ocupam sede da Chesf

Por Da Redação 13 mar 2012, 09h34

Por Angela Lacerda

Recife – Cerca de mil pessoas atingidas por barragens de cinco Estados nordestinos – Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Bahia – começaram a ocupar, na manhã de hoje o pátio interno do prédio da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), no Recife.

Eles montam barracas e trouxeram alimentos, dispostos a permanecerem no local até que o governo federal discuta uma série de reivindicações, que vão da discussão do atual modelo energético brasileiro à redução da tarifa de energia – a quinta mais cara do mundo – para trabalhadores e um plano de desenvolvimento para as regiões atingidas pelas barragens.

O movimento é nacional, dentro da jornada de lutas do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), com atividades semelhantes em Brasília, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rondônia, Pará e Rio de Janeiro. “O modelo brasileiro privilegia as grandes corporações e empresas e não fortalece a soberania nacional”, afirma o dirigente nacional do MAB, José Josivaldo Alves de Oliveira.

Ao mesmo tempo, destaca ele, deixa ao “Deus dará” as famílias atingidas. Cerca de 200 mil famílias já foram expulsas de suas terras, sem direitos, para a construção de barragens, de acordo com estimativa do MAB. A mobilização conta com o apoio da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e Sindicato dos Urbanitários.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)