Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Argentina autoriza exportação de 6 mi t de trigo em 2012/13

Por Da Redação - 19 jun 2012, 15h57

BUENOS AIRES, 19 Jun (Reuters) – O governo argentino disse terça-feira que autorizou a exportação de 6 milhões de toneladas de trigo da safra 2012/13, cujo plantio está apenas começando no país, o sexto maior produtor global do cereal.

A gestão da presidente Cristina Kirchner mantém as exportações de trigo e milho restritas para garantir o abastecimento interno de grãos, uma política que gera grande contrariedade no setor rural.

A fim de agilizar as autorizações de exportação de grãos, o governo implementou um novo sistema no início deste ano, cujos resultados poderão ser avaliados apenas no final do ciclo agrícola 2012/13.

“Dadas as expectativas que existem até a data, a presidente Cristina Fernandez de Kirchner, tomou a decisão de liberar os direitos de exportação para a safra 2012/2013 para 6 milhões de toneladas”, disse o vice-presidente Amado Boudou ao anunciar a medida.

Publicidade

“Isso, juntamente com as 6,5 milhões de toneladas necessárias para a segurança alimentar de nosso país, para a mesa dos argentinos, nos dá certezas daqui para frente”, disse Boudou.

O Brasil está entre os principais importadores do trigo argentino.

O anúncio sinaliza que o governo – embora ainda não tenha divulgado uma previsão oficial para a produção de trigo – estima a colheita do cereal para 2012/13 em pelo menos 12,5 milhões de toneladas, ante 13,2 milhões de toneladas no ciclo de 2011/12.

O Ministério da Agricultura calculou que a área de plantio de trigo em 2012/13 será de 4 milhões de hectares, também abaixo dos 4,6 milhões de hectares da temporada anterior.

Publicidade

Apesar de um clima adequado para o cultivo do trigo, muitos produtores culpam as barreiras comerciais do governo pela falta de interesse na produção do grão.

(Reportagem de Nicolás Misculin)

Publicidade