Clique e assine com até 92% de desconto

Aprendiz de Prêmio Nobel será ministro da Economia da Argentina

O presidente eleito, Alberto Fernández, escolheu Martín Guzmán como chefe da pasta

Por Da Redação Atualizado em 6 dez 2019, 20h26 - Publicado em 6 dez 2019, 19h25

O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, anunciou seu ministério na noite desta sexta-feira, 6, delineando o núcleo de sua equipe dias antes de tomar posse para enfrentar uma economia estagnada, temores crescentes com a dívida e uma dolorosa inflação. Fernández, que tem como vice a ex-presidente Cristina Kirchner, nomeou Martín Guzmán como ministro da Economia.

Formado pela Universidade de La Plata, Guzmán trabalhou junto com Joseph Stiglitz, ex-economista-chefe do Banco Mundial e vencedor do Prêmio Nobel de Economia. O novo ministro é conhecido por ser crítico à gestão econômica adotada por Macri. Guzmán é economista da Universidade de Columbia, em Nova York, e deixará os Estados Unidos para assumir o posto de ministro.

O novo titular da pasta terá pela frente a tarefa de negociar a reestruturação da dívida de cerca de 100 bilhões de dólares com credores internacionais e com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

O peronista Fernández, que substituirá Mauricio Macri, toma posse na próxima terça-feira, 10.

  • Segundo o jornal Clarín, Stiglitz vai atuar como um facilitador nas conversas entre o governo argentino e o FMI.

    (Com Reuters)

    Continua após a publicidade
    Publicidade