Clique e assine com até 92% de desconto

Apreensão com Fed e União Europeia faz Bovespa cair 2%

Investidores mantêm a cautela com o referendo que pode marcar a saída da Grã-Bretanha da UE e com a decisão do Federal Reserve sobre taxa de juros nos EUA

Por Da Redação 14 jun 2016, 18h10

A Bovespa encerrou a sessão desta terça-feira em baixa de 2,04%, a 48.648 pontos, mais uma vez influenciada pelo desempenho dos mercados financeiros no exterior. Os investidores seguem cautelosos com o referendo sobre possível saída da Grã-Bretanha da União Europeia e com a decisão do Federal Reserve sobre taxa de juros nos Estados Unidos. O giro financeiro da bolsa totalizou 6,15 bilhões de reais.

O índice chegou a operar no azul mais cedo, amparado principalmente por ações do setor financeiro, após queda relevante na última sexta-feira. Mas a melhora do mercado não se sustentou.

“Nesse cenário, vemos que o mercado está com uma maior preocupação com o crescimento global, o que se mostra claramente pelas quedas de ações de empresas de commodities (na Bovespa)”, disse o analista Rafael Ohmachi, da Guide Investimentos.

Na cena doméstica, o radar do mercado pairou principalmente sobre o avanço das investigações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki encaminhar seu processo ao juiz federal Sérgio Moro, que cuida da operação Lava Jato.

O dólar fechou o dia em leve queda em relação ao real. De um lado, a relativa trégua no cenário político brasileiro puxou a cotação para baixo, e de outro, o clima de aversão a risco nos mercados externos impediu queda expressiva. A baixa de 0,19% levou a cotação da moeda americana para 3,48 reais.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade