Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Apple é multada em R$ 24,5 milhões na Austrália por prejudicar clientes

A falha técnica desativava iPhones e iPads reparados por assistências técnicas não-autorizadas

Por EFE Atualizado em 20 jun 2018, 17h53 - Publicado em 20 jun 2018, 13h18

A Apple terá que pagar uma multa na Austrália de aproximadamente 6,6 milhões de dólares (24,5 milhões de reais) por prejudicar clientes que compraram seus aparelhos entre fevereiro de 2015 e fevereiro de 2016, segundo a Comissão Australiana de Concorrência e Consumo (ACCC, sigla em inglês) nesta terça-feira.

A ACCC processou a Apple dos Estados Unidos e sua filial no país no Tribunal Federal da Austrália após investigar centenas de queixas vinculadas ao “erro 53” – ao atualizar o sistema operacional de iPhones ou iPads, aparelhos reparados por assistências técnicas não autorizadas eram desativados.

  • A Apple admitiu ter rejeitado a reparação dos terminais de pelo menos 275 clientes australianos, alegando que os dispositivos já tinham sido reparados por terceiros.

    “Se um produto tem uma falha, os clientes têm o direito de consertá-lo ou substituí-lo, de acordo com a Lei do Consumidor da Austrália e, às vezes, até mesmo um reembolso”, disse a comissária da ACCC, Sarah Court.

    Após a notificação das investigações da ACCC à Apple, a empresa pôs em prática um programa para compensar os clientes prejudicados. Ao menos, 5.000 pessoas foram afetadas.

    Em abril deste ano, a Apple liberou uma atualização para corrigir falha no funcionamento de telas de reposição não originais – o problema fazia com que telas dos dispositivos deixassem de funcionar.

    Continua após a publicidade
    Publicidade