Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após novo presidente tomar posse, Caixa abre seleção para 4 novos vices

Desde o ano passado, esses cargos são escolhidos via processo seletivo e não indicação política

A Caixa Econômica Federal informou nesta quinta-feira, 10, que abriu a fase final da seleção para quatro vice-presidentes, três dias após o novo presidente-executivo do banco estatal, Pedro Guimarães, ter tomado posse.

O processo de seleção, que será conduzido pela consultoria Russell Reynolds, vai escolher os responsáveis pelas áreas de clientes, negócios e transformação digital; riscos; finanças e controladoria; e gestão de pessoas.

Em agosto passado, uma processo similar culminou na indicação de Roberto Barreto para a vice-presidência de fundos e loterias. Ao mesmo tempo, Jair Luiz Mahl assumiu como vice-presidente de habitação. Ambos já eram empregados do banco.

Para a vice-presidência de governo foi nomeado João Carlos da Silva, enquanto João de Assis Pacheco assumiu a vice-presidência corporativa.

Uma outra etapa de seleção de vices também está em andamento para escolher os chefes das áreas de gestão de ativos de terceiros; de logística e operações; de produtos de varejo; e de tecnologia da informação.

Os mandados de vice-presidente são de dois anos com possibilidade para até três reconduções.

No ano passado, uma nova determinação no estatuto da Caixa estabeleceu que funções técnicas e de gestão deveriam ser escolhidas por meio de processos seletivos. Apenas o presidente é fruto de indicação política. Isso ocorreu, após ex-gestores da empresa escolhidos via indicação, serem acusados de irregularidades.

Na segunda-feira, 7, Guimarães reiterou que as promoções na empresa seriam definidas por mérito. “Quem trabalhar mais e melhor vai ter o seu espaço”. Segundo, ele, “não existe a mais leve chance de ter alguém que não esteja na cadeira que merece”.

(Com Reuters)