Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após contingenciamento pífio, secretária do Orçamento sai

Célia Corrêa nego desentendimentos com a ministra Miriam Belchior e disse que sua saída estava “combinada” desde 2010

A secretária de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Célia Corrêa, negou nesta sexta-feira que deixará o cargo por desgaste com a ministra Miriam Belchior, devido ao corte orçamentário de 10 bilhões de reais, anunciado na última segunda-feira. Segundo a Agência Brasil, a secretária disse que sua saída estava “combinada” desde 2010.

“Nunca houve divergência com a ministra Miriam. Sempre trabalhamos em parceria e sempre respeitei as decisões tomadas. Eu disse que, quando completasse o tempo da minha aposentadoria, eu sairia e não ficaria até o final do mandato da presidenta. Esse foi o combinado”, explicou a secretária à Agência Brasil.

Leia também:

Superávit primário do governo central cai 79% em junho

Dividido, governo avalia até desistir de cortes no Orçamento

A secretária permanece no cargo até o envio do Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) de 2014 ao Congresso Nacional, que tem como prazo limite o dia 31 de agosto. Como tem férias marcadas para setembro, a saída oficial de Célia do Ministério acontecerá no retorno do período de descanso.

Orçamento – O corte nos gastos do governo veio muito abaixo do esperado. Inicialmente, as projeções eram de um contingenciamento em torno de 25 bilhões de reais, que passou para 15 bilhões, até o anúncio de 10 bilhões. Nos bastidores, a equipe econômica ficou dividida sobre a necessidade e o tamanho do corte.