Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após 3 altas, indicador prévio do PIB recua 0,09% em setembro

No acumulado dos últimos 12 meses, o indicador do BC mostra um avanço de 1,45%. Na parcial do ano, a alta de 1,14%

A economia brasileira teve um crescimento de 1,74% no terceiro trimestre em relação ao trimestre anterior, informou o Banco Central (BC) nesta sexta-feira, 16. Após três altas mensais, a economia encolheu 0,09% em setembro.

Na comparação com setembro do ano passado, o índice teve um avanço de 0,72%. No acumulado dos últimos 12 meses, o avanço é de 1,45%. Na parcial do ano, a alta de 1,14%.

O último boletim Focus, do BC, mostrou que a previsão dos analistas de mercado para o crescimento do PIB é de 1,36% em 2018.

O IBC–B foi criado para antecipar os dados do PIB, divulgado pelo IBGE. Por isso, por muito tempo, ele foi apelidado de prévia do PIB.  IBGE divulga no próximo dia 30 o resultado do PIB do terceiro trimestre.

O PIB é medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), representa a soma de todas as riquezas produzidas e é o índice oficial de atividade do país. O PIB cresceu apenas 0,2% no segundo trimestre do ano

O IBC-Br incorpora informações sobre o nível de atividade na indústria, comércio, serviços e agropecuária, além do volume de impostos. É também uma das ferramentas usadas pelo BC para definir a taxa básica de juros (Selic) do país.