Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apesar de rebaixamentos da S&P, bolsas europeias reagem em alta

Redação Central, 16 jan (EFE).- As principais bolsas de valores europeias fecharam em alta nesta segunda-feira, minimizando assim o rebaixamento das notas da dívida de nove países da zona do euro pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P), graças à intervenção do Banco Central Europeu (BCE).

Ao fim do pregão, a Bolsa de Milão subiu 1,4%, enquanto a de Londres avançou 0,37% e a de Frankfurt, 1,25%. A Bolsa de Paris registrou alta de 0,89%, motivada pela confirmação do ‘triplo A’ da França por parte da agência Moody’s, decisão tomada após a S&P retirar a avaliação máxima da França.

Além disso, o mercado parisiense se viu impulsionado pelo bem-sucedido leilão realizado pelo Tesouro francês, que vendeu nesta segunda-feira 8,59 bilhões de euros em títulos a juros mais baixos que os do leilão anterior, na primeira emissão desde o rebaixamento da nota francesa pela S&P, feito na sexta-feira passada.

Apenas a bolsa espanhola encerrou no terreno negativo, com a leve baixa de 0,01%.

Apesar das altas desta segunda-feira, os mercados começaram no negativo o pregão, marcado pela elevada volatilidade. Mas a intervenção do BCE, que comprou papéis da dívida soberana da Espanha e Itália e acalmou os mercados, que nesta segunda não tiveram a influência da bolsa de Nova York, fechada por feriado nos Estados Unidos – Dia de Martin Luther King.

A intervenção do BCE também favoreceu a calma nos mercados da dívida, que começaram a jornada em alta e que, no entanto, terminaram em linha com os níveis marcados na sexta-feira passada. EFE

mtd/sa