Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sexto dia da greve dos caminhoneiros contra preços dos combustíveis

Ao todo, 387 pontos de bloqueio em estradas permanecem na manhã deste sábado, 26; decreto do presidente Michel Temer permite uso de forças de segurança

Iniciada na última segunda-feira, a greve dos caminhoneiros chegou ao 6º dia neste sábado, 26, com ainda 596 pontos bloqueados em estradas de todo o país, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A preocupação do governo do presidente Michel Temer (MDB), além da circulação das estradas, é a de que os caminhoneiros voltem ao trabalho e evitem o agravamento da crise de abastecimento. O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), anunciou, entre outras medidas, que donos de transportadoras paradas intencionalmente serão multados em 100.000 reais por hora, conforme autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Motoristas parados que, em suas cargas, tenham insumos do setor da saúde, serão multados em 10.000 reais por dia.

Acompanhe as últimas notícias sobre a greve dos caminhoneiros e a falta de combustível:

20:06 – Balanço do governo: mais de 50% dos bloqueios ainda persistem

Em entrevista coletiva sem grandes novidades, o governo anunciou no começo da noite deste sábado um balanço do sexto dia da greve dos caminhoneiros. O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen, afirmou que a situação dos aeroportos está “quase normalizada”. Seu colega Raul Jungmann, ministro da Segurança Pública, anunciou que mais da metade dos pontos com interdições por grevistas nas estradas do país ainda persistem. Segundo relatório da Polícia Rodoviária Federal divulgado após a coletiva, há 577 trechos liberados, contra 586 que ainda exibem interdições ou interdições parciais. Em São Paulo, 97% das estradas estariam desbloqueadas, contra 70% no Distrito Federal, 62% no Ceará e 64% na Bahia.


19:01 – Governador de SP anuncia acordo com caminhoneiros

O governador de São Paulo, Márcio França (PSB), anunciou na tarde deste sábado que chegou a um acordo de cinco pontos com líderes dos caminhoneiros para encerrar a greve da categoria no estado. A principal medida é que o eixo suspenso, utilizado por caminhões quando estão circulando sem carga, passará a não ser cobrado nas rodovias paulistas a partir da 0h da próxima terça-feira, dia 29.


16:52 – Comitê do Governo volta a se reunir para avaliar andamento da greve

O comitê de gerenciamento de crise do governo federal, formado pelos principais ministros, comandantes militares e direções da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal, volta a se reunir as 17h para avaliar o panorama do sexto dia da paralisação nacional dos caminhoneiros. Entre os temas da reunião, as investigações da PF contra suspeitas de locaute na greve.


16:36 – Postos em Brasília começam a receber combustível

Alguns postos da capital federal começam a receber combustível na tarde deste sábado, 26. Por volta das 14h, um caminhão da BR Distribuidora chegou ao posto de combustível no Eixo W, na altura da quadra 203 Norte, escoltado por uma viatura da Polícia Federal.


16:09 – Valdemar, o ministro de fato das rodovias

No blog de Lillian Witte Fibe:

O movimento dos caminhoneiros é um protesto contra um preço essencial administrado pelo Ministério das Minas e Energia, hoje com Moreira Franco. Mas o nó foi no transporte.

Mais uma vez, nossa dependência de uma malha rodoviária desde sempre mal cuidada e estrangulada veio à tona.

E cadê o ministro dos Transportes?

Quem é ele?

Você não sabe?


16:02 – Prefeitura suspende circulação dos ônibus de Belo Horizonte neste domingo

BHTRANS, operadora de ônibus em Belo Horizonte, divulgou um comunicado na tarde deste sábado, 26, anunciando que o transporte público na cidade será suspenso no domingo.

De acordo com a estatal, “em virtude da redução, a um nível crítico, dos estoques de combustíveis nas empresas operadoras de ônibus”, a medida foi tomada para que o pouco estoque possa ser aproveitada na segunda-feira, que é um dia útil.


15:41 – Viaturas de São Paulo funcionando normalmente, diz Governo

O Governo de São Paulo divulgou um comunicado em que informa que as viaturas da Polícia Militar do estado estão funcionando normalmente neste sábado, 26. De acordo com o Governo, “desde o início das manifestações dos caminhoneiros, acompanhou 61 escoltas de caminhões para aeroportos, empresas de transporte público, hospitais e serviços essenciais”.


15:25 – PRF divulga relatório com aumento no número de bloqueios

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou na tarde deste sábado, 26, um relatório com a situação atual das estradas pelo país diante da greve dos caminhoneiros. O novo número, de 596 pontos ativos de bloqueio, é 14% maior do que o divulgado na noite anterior, apresentado em entrevista coletiva pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, de 519.

De acordo com a PRF e Jungmann, os bloqueios chegaram a 938 no auge na paralisação, na quinta-feira. A nova somatória entre pontos ativos e desbloqueados (544, segundo a Polícia) é de um total de 1.140 pontos pelo Brasil.


14:34 – Sindipetro confirma paralisação de petroleiros em refinaria da Petrobras

Trabalhadores da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), unidade da Petrobras instalada em Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, cruzaram os braços no turno de 8 horas a 16 horas deste sábado, em solidariedade ao movimento de greve dos caminhoneiros, informou o Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul (Sindipetro-RS).

Segundo a assessoria de imprensa da Petrobras, a operação não foi afetada. Isso porque os trabalhadores do turno anterior, de meia-noite às 8 horas, assumiram os trabalhos. A diretora de comunicação do Sindipetro-RS, Élida Maich, informou que a paralisação foi decidida por cerca de 70 petroleiros reunidos na porta da Refap, na entrada do turno das 8 horas.


14:27 – Faltam insumos para exames médicos em todas as regiões, diz associação

A Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed) distribuiu um comunicado aos seus associados manifestando sua “elevada preocupação” com o cenário de desabastecimento do setor hospitalar no Brasil, em virtude da greve dos caminhoneiros, que chegou ao seu sexto dia neste sábado, 26.

De acordo com a Abramed, “a ausência de insumos vitais para realização de exames já é verificada em instituições diagnósticas e hospitalares de todas as regiões brasileiras”.


14:03 – Caminhões de combustível conseguem chegar ao Aeroporto de Brasília

Sem reserva de combustível desde a manhã de sexta-feira, o Aeroporto de Brasília foi abastecido por quatro caminhões com 60.000 mil litros de querosene cada, que ainda precisarão passar por um teste de qualidade, já que ficaram muito tempo parados na estrada. A quantidade representa apenas 5% da demanda do aeroporto, mas, como disse o perfil @AeroportoBSB no twitter, “já é alguma coisa”. Ao todo, quarenta voos que chegariam ou partiriam do aeroporto foram cancelados – saiba quais.


13:51 – Caminhão abastece posto na Zona Oeste de São Paulo

Um caminhão da rede Ipiranga abastece um dos postos da empresa na Vila Beatriz, Zona Oeste da cidade de São Paulo. Tão logo os motoristas no entorno perceberam a chegada do veículo, quase imediatamente se formou a fila para o abastecimento.

Postos São Paulo Posto de gasolina sendo abastecido na Vila Beatriz, bairro da Zona Oeste de São Paulo

Posto de gasolina sendo abastecido na Vila Beatriz, bairro da Zona Oeste de São Paulo (VEJA/VEJA)


13:37 – Já existem pedidos de prisão contra suspeitos de locaute, diz Marun

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), afirmou que a Polícia Federal já pediu à Justiça a prisão de empresários suspeitos de locaute, a participação indevida dos donos das transportadoras na articulação e manutenção da greve dos caminhoneiros, que chegou, neste sábado, ao sexto dia.

Marun não informou quais são os empresários nem para qual instância do Poder Judiciário as prisões foram pedidas. Nesta sexta-feira, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou que a PF investigava “duas dezenas” de executivos por utilizar a interrupção dos serviços de trabalhadores como meio para pressionar o governo em busca de interesses patronais.


13:10 – Anistia Internacional: uso das Forças Armadas pode desencadear violência

O emprego das Forças Armadas para liberar estradas ocupadas por caminhoneiros, determinado na sexta-feira, pelo governo Michel Temer (MDB), é “inadmissível”, para a Anistia Internacional. A ONG de defesa dos direitos humanos considera o uso dos militares “extremamente preocupante”. A atuação, acredita, cerceia a “liberdade de expressão e manifestação” dos grevistas e pode desencadear ações violentas.


13:04 – Motorista espera até 12 horas para abastecer em Curitiba

No blog Paraná

Há escassez generalizada de combustível nas principais cidades do Paraná, mas governadora Cida Borghetti (PP) descarta uso do Exército ou da Polícia. De acordo com o Sindicombustíveis-PR, entidade que representa os donos de postos em todo o estado, há alguns estabelecimentos abastecidos por caminhões que furam os bloqueios nas estradas. Nestes postos, os motoristas esperam até doze horas em filas para abastecer.


12:45 – Festival de música em São Paulo é cancelado por causa da greve

Festival TIM Music, que seria realizado na noite deste sábado, 26, na Arena Anhembi, em São Paulo, foi cancelado em virtude da greve dos caminhoneiros, que chegou ao sexto dia. Duas das duplas sertanejas de maior sucesso atualmente no Brasil, Simone & Simaria e Matheus & Kauan, se apresentariam no evento.


12:41 – Bruno Covas garante abastecimento de merenda escolar até segunda-feira, 28

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), fez um pronunciamento neste sábado, 26, para falar das medidas para minimizar o impacto da grave dos caminhoneiros. O político tucano afirmou que combustível para os ônibus, que no momento operam com 50% da capacidade da frota, está garantido até segunda (28).


12:29 – Governo multará donos de transportadoras paradas em R$ 100 mil por hora

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), anunciou no começo da tarde deste sábado, 26, que o Executivo tem “convicção” de que há locaute na greve dos caminhoneiros e passará a multar os empresários de transportadoras paradas em 100.000 reais por hora.

Proibido pela legislação trabalhista, “locaute” é quando o setor empresarial articula e promove uma paralisação interessado em beneficiar seus próprios interesses. A medida foi autorizada em liminar concedida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).


12:02 – Após reunião com Temer, ministro fala sobre medidas contra grevistas.

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), faz, neste momento, pronunciamento sobre as novas medidas do governo para encerrar a greve dos caminhoneiros. Empresários suspeitos de locaute serão convocados a prestar depoimento. Donos de transportadoras que não desobstruírem vias serão multados em 100.000 reais por hora. Caminhoneiros que transportarem insumos de saúde e estiverem parados também.


11:01 – Rodovias ainda têm 387 pontos com bloqueios; 132 locais foram liberados

Caminhoneiros continuam com mobilizações em rodovias de todo o Brasil neste sábado, 26, no sexto dia de protestos. Ainda há 387  pontos bloqueados e 132 foram liberados. Muitas manifestações seguem pelo acostamento das estradas. Na sexta-feira, o presidente Michel Temer acionou as forças de segurança nacionais para desbloquear rodovias.

O decreto, publicado no Diário Oficial da União, autoriza o emprego das Forças Armadas no contexto da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) até o dia 4 de junho.


10:51 – Cantor Leo Chaves diz que greve dos caminhoneiros é uma “revolução”

O cantor Leo Chaves publicou um vídeo em sua conta no Instagram, que soma 746 000 seguidores, para manifestar apoio aos grevistas caminhoneiros. O sertanejo é parte da dupla Victor & Leo, ao lado do irmão. Ele encara a greve atual como uma  “revolução”. “Precisa revolucionar. A revolução acontece na sociedade. Não adianta pensar que no poder público vai ter revolução, não vai acontecer.”

O sertanejo Leo Chaves: apoio aos grevistas

O sertanejo Leo Chaves: apoio aos grevistas (Reprodução/Reprodução)


10:33 – Falta combustível em onze aeroportos neste sábado, diz Infraero

A Infraero informou que são onze os aeroportos sob sua administração com falta de querosene de aviação na manhã deste sábado, 26. É um reflexo da greve dos caminhoneiros, que chegou ao sexto dia com bloqueios de estradas pelo país.

Os aeroportos não estão fechados, podem receber pousos e fazer decolagens, mas a orientação para as companhias aéreas é que, ao pousar em algum desses terminais, é preciso que a aeronave tenha combustível suficiente para a próxima etapa de voo.

Aeroporto Recife Aeroporto Internacional Gilberto Freyre (Guararapes), no Recife (PE)

Aeroporto Internacional Gilberto Freyre (Guararapes), no Recife (PE) (Ana Araújo/Copa2014/Divulgação)


09:54 – Temer se reúne com ministros e comandantes militares

Desde as 9h, se reúne no Palácio do Planalto um comitê formado por ministros do governo federal, comandantes civis e militares. O presidente Michel Temer (MDB) chegou por volta das 9h30. O tema da reunião é a avaliação do Decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), que permitiu às forças federais de segurança atuar na desobstrução de estradas pelo país. O Palácio do Planalto deve divulgar um balanço após a reunião.


09:35 – Saiba como será o funcionamento de serviços essenciais na capital paulista

Comerciantes e consumidores ainda sentem os efeitos da paralisação na manhã deste sábado. Gerson Souza, de 45 anos, há um ano trabalha como manobrista em um estacionamento da Avenida Paulista, e diz que nunca viu falta de movimento assim.

Dos 110 carros que costumam parar no local às sextas-feiras, só metade usou o estacionamento na sexta-feira. “Hoje deve estar ainda pior, a gente conversa com os poucos clientes que chegam e eles dizem que não vão ter mais combustível para chegar”, ressaltou. Funcionários de três outros estacionamentos da região dizem que o movimento caiu entre 40% e 60%, por conta da greve dos caminhoneiros.


09:23 – Comitê de emergência de São Paulo se reúne na manhã deste sábado

O Comitê de Gerenciamento de Crise, criado pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), para monitorar a situação de emergência na capital paulista, se reúne na manhã deste sábado. O Comitê é composto pelo prefeito, pelo chefe de gabinete, Sérgio Avelleda, pelo procurador-geral do município, Guilherme Bueno de Camargo, pelo chefe da assessoria militar, Coronel Walter Nyakas Júnior, e os secretários Júlio Semeghini (Governo), Rubens Rizek (Justiça), Caio Megale (Fazenda), Coronel José Roberto Oliveira (Segurança Urbana) e Fábio Santos (Comunicação).

Com o desabastecimento de combustível, a Prefeitura informou que apenas 40% da frota de ônibus circularia neste sábado na cidade. O estado de emergência, decretado por Covas na sexta-feira, permite que a cidade faça compras sem licitação nem previsão orçamentária. Dessa forma, São Paulo adquiriu, de uma distribuidora, 240.000 litros de combustível, que permitiram a manutenção da frota de ônibus e a retomada da coleta de lixo.


09:08 – Crise dos combustíveis pode custar R$ 27 bilhões ao governo

O custo fiscal da crise de combustíveis provocada pela paralisação dos caminhoneiros já chega a R$ 13,4 bilhões e pode subir para R$ 26,9 bilhões se o Congresso Nacional reduzir a zero a alíquota do PIS/Cofins sobre o diesel. Depois do acordo com os caminhoneiros, a equipe econômica tenta evitar um aumento da perda de arrecadação com a desoneração do PIS/Cofins, que já foi aprovada pelos deputados.


08:43 – Oferta de combustível levará dias para se normalizar

As bases e terminais das distribuidoras de combustíveis estão prontas para retomar o abastecimento ao mercado tão logo as vias sejam liberadas pelos caminhoneiros em greve e a segurança das operações esteja garantida, afirmou em nota nesta sexta-feira, 25, a Plural, associação que representa as distribuidoras.

“O abastecimento pleno do mercado, no entanto, é um processo que ainda levará alguns dias para ser normalizado. Bases de Caxias, Suape, Betim, Canoas e São Caetano estão saindo com as carretas escoltadas”, afirmou.


08:37 – Interrupções na Régis Bittencourt

Segundo a Artéris, concessionária que administra a rodovia Régis Bittencourt, em São Paulo, são seis os pontos de manifestação dos caminhoneiros na manhã deste sábado.


08:30 – Aeroporto de Brasília segue sem combustível

Em nota, a Inframérica, administradora do Aeroporto de Brasília, informa que, até as 7h da manhã deste sábado, 26, nenhum caminhão de combustível havia conseguido chegar para abastecer as reservas. Até o momento, completa a Inframérica, já foram cancelados quarenta voos, 31 de chegada e nove de partida.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. news da hora

    No meio dos caminhoneiros tem bandidos que transportam drogas , armas para as facções .

    Curtir

  2. news da hora

    Para o PT , PSOL que cobra alugueis de carentes em prédios abandonados , quanto o pior , melhor .

    Curtir

  3. mah domingos

    estamos com vcs nessa luta nao deige aqueles loubos ladroes entimar vcs

    Curtir