Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

ANP investiga vazamento de óleo na bacia de Campos

Por Da Redação 10 nov 2011, 15h03

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) informou nesta quarta-feira que iniciou investigação sobre um vazamento de óleo em Campos, principal bacia marítima de produção no Brasil.

A mancha de óleo no mar se encontra a cerca de um quilômetro da plataforma do campo de Frade, onde a petroleira norte-americana Chevron mantém o controle da produção.

Embarcações de apoio foram deslocadas ao local para identificar a origem do vazamento e recolher o óleo do mar, informou a reguladora em comunicado.

A ANP informa ainda que tomou conhecimento do acidente na manhã desta quinta-feira.

A Chevron, que possui 51,7 por cento do campo de Frade, diz, em nota, que está “ciente de um vazamento de óleo localizado entre os campos de Frade e Roncador, na bacia de Campos”.

Continua após a publicidade

O campo de Roncador, um dos maiores produtores de petróleo do país, é operado pela Petrobras.

“A Chevron está investigando a origem do vazamento. Todas as providências estão sendo tomados”, informou a companhia, em nota.

A Petrobras possui participação acionária de 30 por cento no campo de Frade, enquanto o consórcio Frade Japão Petróleo detém os demais 18,3 por cento.

O grave acidente no Golfo do México com uma plataforma da BP elevou a atenção de empresas e do órgão regulador no Brasil para a possibilidade de acidentes no país, onde a maioria da produção de petróleo ocorre em mar.

A ANP tem aumentado as exigências em relação a segurança das instalações, o que inclusive provocou paradas não programadas de unidades de produção da Petrobras.

(Reportagem de Sabrina Lorenzi)

Continua após a publicidade
Publicidade