Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Anatel livra Telefonica de multa de R$ 20 milhões

Agência prorrogou o prazo para que a companhia diminua em 40% a quantidade de interrupções na prestação do serviço de telefonia fixa

Por Da Redação 10 jul 2013, 13h06

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) livrou a Telefonica Vivo de uma multa de 20 milhões pelo descumprimento de metas de qualidade da telefonia fixa do estado de São Paulo. O órgão regulador prorrogou o prazo para que a companhia diminua em 40% a quantidade de interrupções na prestação do serviço, que se encerrava em 31 de julho deste ano, para 31 de março de 2014. A Anatel apurou que a empresa havia conseguido reduzir as falhas em 25%.

A prorrogação do prazo para o cumprimento das metas de qualidade no serviço de telefonia fixa foi um pedido da Telefônica Vivo, segundo o superintendente de Controle de Informações da Anatel, Roberto Pinto Martins.”�Não é uma bondade. Vimos que o esforço que a companhia tinha de fazer era grande, estamos acompanhando os indicadores mensalmente e percebemos que está havendo uma evolução e um trabalho nesse sentido”�, afirmou. �Até o ano passado, as falhas vinham crescendo ano a ano, mas agora, a curva se inverteu.

Leia também:

Justiça multa Vivo e TIM por publicidade enganosa

Anatel multa Oi e Embratel por descumprirem metas

Continua após a publicidade

Em julho do ano passado, a Anatel determinou que a Telefonica Vivo baixasse em 40% o número de interrupções entre 1º de agosto de 2012 e 31 de julho deste ano em relação ao verificado entre 1º de agosto de 2011 e 31 de julho de 2012. Mas a meta não foi cumprida.

A ação foi tomada logo após as sanções aplicadas às operadoras de telefonia móvel, que tiveram as vendas de novos chips suspensas por 11 dias também por conta de problemas de qualidade. Na época, a Vivo foi a única que não foi punida. Mesmo assim, recebeu a ordem da agência para reduzir as quedas de ligações na telefonia fixa. À época, a Anatel tentava transmitir a imagem de maior rigor com as falhas das operadoras de telecomunicações.

Leia ainda: Preço médio do minuto de celular cai 19%, mostra pesquisa

Anatel aprova novo regulamento para banda larga fixa

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade