Clique e assine a partir de 9,90/mês

American Express vai demitir 5,4 mil pessoas

Cortes serão feitos gradualmente neste ano e companhia diz que vai contratar mais pessoas para os serviços online

Por Da Redação - 11 jan 2013, 08h57

A American Express cortará cerca de 5 400 postos de trabalho, ou 8,5% do quadro de funcionários (63 500 pessoas), em meio à reestruturação de suas operações e ao pagamento de despesas legais, informou a processadora de cartões de crédito. A companhia informou que os cortes ocorrerão ao longo do ano, apesar de a empresa estar contratando outros funcionários e investindo em mais serviços online.

A companhia anunciou que no quarto trimestre deverá ter cerca de 600 milhões de dólares em custos com sua reestruturação e pagamento de despesas com clientes, o que deve reduzir seu lucro líquido pela metade. Cerca de 300 milhões de dólares desses custos serão destinados à reestruturação, principalmente na divisão de viagens, para economizar recursos e se adaptar ao fato de que cada vez mais os consumidores agendam viagens via internet e usam menos as agências.

A outra metade dos encargos se destina aos custos referentes a clientes que resgatam recompensas pelo uso dos cartões, além de 153 milhões de dólares para reembolsar clientes que foram cobrados em excesso ou tiveram benefícios alterados.

A operadora de cartões de crédito anunciou em caráter preliminar que teve um lucro líquido de 1,2 bilhão de dólares no quarto trimestre de 2012 (1,09 dólar por ação), após um lucro de 1,2 bilhão de dólares, ou 1,01 dólar por ação, no mesmo período do ano anterior. Levando em conta itens extraordinários, o lucro do quarto trimestre de 2012 foi de 637 milhões de dólares, ou 0,56 dólar por ação.

Continua após a publicidade

(com agência Reuters)

Publicidade