Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ambev não reajustará preço de cervejas até o fim da Copa

Empresa lança campanha parecida com a que fez no verão, que contou com a adesão de 500 mil pontos de vendas no país. Estratégia é reação ao aumento do imposto para a bebida anunciado pelo governo nesta semana

A Ambev, maior cervejaria brasileira, informou nesta sexta-feira que não reajustará o preço de suas cervejas até o fim da Copa do Mundo, que será encerrada em 13 de julho. O anúncio acontece após o governo ter divulgado, no início da semana, a elevação dos impostos sobre cervejas e outras bebidas, num movimento para gerar 200 milhões de reais em receita extra.

A decisão da Ambev é uma estratégia aos moldes do que foi o “Verão sem Aumento”, campanha que garantiu o congelamento do preço das cervejas da companhia durante o período, com adesão de mais de 500 mil pontos de vendas no país.

Leia mais:

Ambev é a empresa brasileira com maior rentabilidade

Ambev lançará Corona no Brasil no 2º semestre como cerveja ‘premium’

Em comunicado, a companhia informou que a iniciativa relacionada à Copa “tem como meta obter novamente a adesão de meio milhão de pontos de venda pelo Brasil, garantindo cerveja com os mesmos preços praticados desde o começo do verão”.

A equipe de vendas da Ambev visitará estabelecimentos neste mês para conversar com os empresários a fim de que mantenham os preços sem reajuste, segundo o comunicado.

A Ambev é dona de marcas como Skol, Brahma, Antarctica, Stella Artois e Budweiser.

Leia também:

Lucro da Ambev sobe 106,2% no quarto trimestre

Empresa canadense lança cerveja para quem gosta de malhar ​

AB InBev compra cervejaria Oriental Brewery por US$ 5,8 bilhões

(com agência Reuters)