Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Caixa lança linha de crédito de R$ 1.000 a trabalhadores informais

Em cerimônia em comemoração aos 1.000 dias de governo Bolsonaro, banco estatal anunciou a opção de empréstimo com juro de 3,99% ao mês

Por Luana Meneghetti Atualizado em 27 set 2021, 22h00 - Publicado em 27 set 2021, 13h17

Em meio ao imbróglio para encaixar o aumento do Bolsa Família no teto de gatos, o governo Bolsonaro lançou nesta segunda-feira, 27, pela Caixa Econômica Federal, crédito de 300 reais até 1.000 reais para trabalhadores informais, a uma taxa de 3,99% e parcelados em 24 meses. O recurso foi anunciado pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, na cerimônia alusiva aos 1.000 dias do governo Bolsonaro.

“O objetivo do Governo é ajudar quem precisa, seja via transferência de renda pelo Bolsa Família (Auxílio Brasil), seja via a disponibilização de crédito pela Caixa”, disse Guimarães. O benefício é destinado a autônomos, beneficiários de programas sociais e destinatários de políticas públicas de distribuição de renda. Quem recebe o Bolsa Família, no entanto, não pode contratar o microcrédito. A instituição bancária calcula que poderá beneficiar cerca de 100 milhões de cidadãos.

Guimarães fez o anúncio por videoconferência. Ele era um dos membros da comitiva do presidente Jair Bolsonaro na viagem para Nova York, e informou na véspera ter testado positivo para a Covid-19. Guimarães é o quarto membro da comitiva que esteve nos Estados Unidos para acompanhar o presidente no discurso na Assembleia Geral da ONU a contrair o novo coronavírus.

Segundo Guimarães, o auxílio emergencial permitiu ao banco formar uma base de dados para fornecer o benefício, uma vez que a grande maioria são trabalhadores informais sem informações de crédito, inviabilizando a tomada de crédito desses cidadãos no sistema bancário. Guimarães ainda criticou a taxa de cobrança dos bancos privados nestes empréstimos, de 15% a 20% ao mês.

O recurso está disponível aos trabalhadores informais nascidos em janeiro e fevereiro a partir desta segunda-feira, 27.

Continua após a publicidade
Publicidade