Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Alta no PIB agropecuário no 1º trimestre é a maior em 21 anos

A alta de 13,4% no período em relação aos três meses anteriores foi o principal fator que puxou a produção nacional no período, segundo dados do IBGE

Por Da redação Atualizado em 1 jun 2017, 16h02 - Publicado em 1 jun 2017, 14h22

O crescimento da produto interno bruto (PIB) agropecuário no primeiro trimestre de 2017 é o maior em 21 anos. O setor  teve alta de 13,4% no período em relação aos três meses anteriores, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. O resultado  é a segunda maior alta da série histórica iniciada em 1996, superado apenas pela alta de 23,8% no 4º trimestre de 1996.

O bom desempenho no setor foi o principal responsável pela alta de 1% do PIB no trimestre. O resultado encerrou uma série de oito semestres consecutivos em queda na comparação com o trimestre anterior.

Segundo analistas, o resultado do setor agropecuário foi impulsionado pela safra recorde no setor. “Enquanto tudo deu errado no ano passado – teve o El Niño, por exemplo – agora tivemos a ‘tempestade perfeita’ no sentido positivo. E o agronegócio no Brasil está ficando muito sofisticado”, avalia Carlos Kawall, economista-chefe do Banco Safra.

O setor industrial teve alta de 0,9% e os serviços ficaram no mesmo patamar do trimestre passado, segundo os dados do IBGE. Kawall indica  que é preciso observar a tendência dos números antes de decretar o fim da recessão, e o início do trimestre atual tem se mostrado fraco. “Fizemos uma previsão de queda de 0,3% no PIB do segundo trimestre”, diz Kawall.

A avaliação se baseia em dados como as vendas em supermercados, que caíram 6,2% em março, o pior resultado da série histórica. Além do endividamento das famílias e empresas, pesa contra a recuperação da demanda a crise política, que pode inibir investimentos.

 

Continua após a publicidade

Publicidade