Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Alta do dólar faz Banco Central encerrar 2015 com lucro recorde

Ganho do BC foi de 76,7 bilhões de reais, segundo balanço aprovado nesta quinta-feira pelo Conselho Monetário Nacional

Por Da Redação 25 fev 2016, 21h31

O Banco Central (BC) encerrou o ano passado com lucro recorde de 76,7 bilhões de reais, segundo balanço da instituição financeira aprovado nesta quinta-feira pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). O valor representa mais que o dobro do maior lucro registrado até agora, de 31,9 bilhões de reais, obtido em 2013.

No primeiro semestre do ano passado, o BC lucrou 35,2 bilhões de reais. No segundo semestre, o resultado positivo somou 41,5 bilhões de reais, beneficiado principalmente pela valorização de ativos em moeda estrangeira.

Além do lucro contábil, o BC ganhou 157,3 bilhões de reais com as operações cambiais (administração das reservas internacionais e operações de swap cambial), cujo resultado é divulgado separadamente do lucro da instituição. Os ganhos com as operações cambiais também são o melhor resultado da história, superando o recorde registrado em 2008, quando o BC tinha lucrado 126,6 bilhões de reais com as intervenções no mercado futuro de dólares e com o rendimento das reservas externas.

No primeiro semestre, o BC ganhou 46,4 bilhões de reais com a equalização cambial. No segundo semestre, o ganho chegou a 110,9 bilhões de reais. O lucro com as operações cambiais no segundo semestre decorreu da alta do dólar, que subiu de 2,65 reais em janeiro para 3,94 reais em dezembro. Quando fica mais cara, a moeda americana aumenta o valor das reservas internacionais em reais.

Nos próximos dez dias, o BC repassará ao Tesouro Nacional 152,4 bilhões de reais. O montante equivale ao lucro operacional de 41,5 bilhões de reais no segundo semestre e ao lucro de 110,9 bilhões de reais com a equalização cambial no mesmo período. Por lei, o dinheiro só pode ser usado para amortizar a dívida pública, não podendo ser gasto em despesas federais.

Leia também:

Contas do governo fecham no azul em janeiro após oito meses seguidos de déficit

Arrecadação cai 6,7% e tem pior janeiro desde 2011

(Com Agência Brasil)

Continua após a publicidade
Publicidade