Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Alta da carteira de crédito impulsiona lucro recorde do BB

Instituição fechou 2012 com lucro líquido de R$ 12,2 bilhões. Carteira de crédito ampliada cresceu 24,9%, para 580,799 bilhões de reais

Por Da Redação 21 fev 2013, 10h51

O Banco do Brasil fechou o ano de 2012 com um lucro líquido de 12,205 bilhões de reais – recorde na história da instituição financeira. O resultado foi impulsionado pelo crescimento na carteira de crédito do BB – acima do esperado pelo banco. A carteira de crédito ampliada da instituição, incluindo operações no exterior, cresceu 24,9% em 2012, para 580,799 bilhões de reais.

Leia também:

Caixa registra lucro recorde de R$ 6,1 bilhões em 2012

Lucro do Itaú em 2012 recua 7% e atinge R$ 13,593 bi

Acervo Digital VEJA: por que os bancos lucram tanto no Brasil

No Brasil, a carteira do banco terminou o ano passado em 534,367 bilhões de reais, avanço de 24,2%. O crescimento da carteira de crédito ampliada, que corresponde à carteira de crédito classificada adicionada das operações com títulos e valores mobiliários privados adquiridos pelo BB e das garantias prestadas, superou a meta do BB para 2012, que era de elevação entre 17% e 21%.

Continua após a publicidade

Em 2012, o governo pressionou os bancos estatais a aumentarem a oferta de crédito e a baixar os juros para incentivar o consumo no ano passado, em meio à desaceleração da economia e à queda da Selic, a taxa básica de juros do país.

O segmento de financiamento de veículos registrou crescimento em termos de carteira orgânica, que chegou a 11 bilhões de reais em dezembro de 2012, um aumento de 134,9% sobre dezembro de 2011 e de 20,3% frente a setembro de 2012. Os empréstimos consignados somaram 58,6 bilhões de reais em dezembro de 2012, com expansão de 14,3% sobre igual período de 2011 e 2,7% sobre o trimestre anterior. A participação de mercado (market share) do BB nesse segmento foi de 31,2% em dezembro de 2012.

Na terça-feira, a Caixa Econômica Federal anunciou que sua carteira cresceu 41,8% no ano passado, avanço quase cinco vezes mais do que a taxa média de seus principais concorrentes privados — Itaú Unibanco, Bradesco e Santander Brasil. Para 2013, a expectativa do BB é de crescimento de 16 a 20% na carteira de crédito ampliada no país.

A instituição apurou índice de inadimplência de operações vencidas há mais de 90 dias de 2,05%, queda ante o nível de 2,16% registrado no quarto trimestre de 2011 e na comparação com os 2,19% apurados entre julho e setembro.

O Banco do Brasil registrou lucro líquido de 3,967 bilhões de reais no quarto trimestre de 2012, o que representa um aumento de 33,5% na comparação com igual intervalo de 2011. Em relação ao terceiro trimestre de 2012, a alta foi de 45,5%. Os ativos totais atingiram 1,150 trilhão de reais em dezembro de 2012, aumento de 17,2% sobre dezembro de 2011 e de 4,2% ante setembro de 2012.

(Com agência Reuters e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade