Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alemanha se diz favorável a aumento de recursos contra crise da Eurozona

A Alemanha se disse pela primeira vez favorável ao reforço do fundo europeu de intervenção contra a crise para até 750 bilhões de euros, em troca de regras orçamentárias rígidas e acatadas por todos os membros da zona do euro, disse nesta terça-feira o Financial Times.

De acordo com responsáveis alemães e europeus, a chanceler Angela Merkel está disposta a somar a capacidade financeira do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) – que deve alcançar um montante de 500 bilhões de euros – e do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), dotado de 250 bilhões de euros.

A princípio, o MEE, que deve começar a funcionar em 1 de julho próximo, deve substituir progressivamente o FEEF.

Até o momento, o governo alemão se opunha a qualquer aumento da capacidade de empréstimo do fundo europeu.

Na segunda-feira, em Berlim, a diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), a francesa Christine Lagarde, declarou que os Estados da zona do euro precisam ampliar os fundos de intervenção para evitar uma crise que pode “quebrar o mundo inteiro”.