Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alemanha e Itália confiantes em acordo sobre Grécia no Eurogrupo

Alemanha e Itália expressaram sua confiança de que será fechado pelo Eurogrupo, na segunda-feira, um acordo para evitar a suspensão de pagamentos da Grécia, o que teria consequências catastróficas para o conjunto da zona do euro.

De acordo com um comunicado oficial italiano, o chefe do governo italiano, Mario Monti, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro grego, Lucas Papademos, confiam na possibilidade de se chegar a um acordo no Eurogrupo sobre a Grécia.

Por iniciativa de Monti, os três realizaram uma teleconferência nesta sexta-feira.

Merkel devia viajar a Roma, mas teve que anular sua viagem após o anúncio da demissão do presidente alemão, Christian Wulff.

“Ao término desta conversação, que foi detalhada e realizada em um ambiente construtivo, os três participantes se declararam confiantes que um acordo sobre a Grécia deve ser fechado na segunda-feira pelo Eurogrupo”, disse o comunicado da presidência do Conselho.

Os ministros de Finanças da zona do euro (Eurogrupo) se reunirão na segunda-feira em Bruxelas para examinar se estão reunidas as condições para conceder um novo lote de ajuda à Grécia, que inclui um plano de resgate público de 130 bilhões de euros e um perdão parcial da dívida em mãos dos credores privados, de 100 bilhões.

A dívida grega, de um total de 350 bilhões de euros, equivale a 160% de seu PIB.

Irritados com os atrasos da Grécia na implementação de seus planos de ajuste, alguns países da zona do euro temem entregar mais dinheiro a Atenas, principalmente antes das eleições legislativas gregas de abril.

A entrega do segundo lote de ajuda é vital para Atenas, que deve devolver 14,5 bilhões de euros antes de 20 de março para evitar uma suspensão dos pagamentos, o que poderia desestabilizar toda a zona do euro.

“Estamos cada vez mais próximos de obter uma base sólida que permita tomar uma decisão na segunda-feira”, disse nesta sexta-feira Martin Kotthaus, porta-voz do ministro alemão de Finanças, Wolfgang Schäuble. “Contudo, ainda é muito cedo para dizermos qual será essa decisão”, completou.

As principais bolsas europeias terminaram a sessão de sexta-feira com altas, impulsionadas pela esperança do fechamento do acordo sobre a ajuda à Grécia, possivelmente na segunda-feira, em uma reunião do Eurogrupo.

O seletivo FTSE 100 de Londres fechou em alta de 0,33%, aos 5.905,07 pontos.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice DAX 30 terminou também com ganhos (+1,42%), a 6.848,03 unidades.

Em Paris, o índice CAC 40 ganhou 1,37%, a 3.439,62 unidades, seu máximo nível este ano.

Em Madri, o índice IBEX 35 avançou 1,16%, a 8.657,0 pontos.