Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Além de ‘Envolver’: o topo de Anitta também nos negócios

A cantora carioca de 28 anos faz parte do conselho de administração do Nubank e é chefe de criatividade da Beats, marca da Ambev

Por Larissa Quintino Atualizado em 28 mar 2022, 12h14 - Publicado em 28 mar 2022, 08h49

Com o hit Envolver, Anitta chegou na última sexta-feira, 25, ao topo da parada global do Spotify, sendo a primeira brasileira a conquistar o posto. A carreira internacional está em plena ascensão, mas esse não é o primeiro topo conquistado pela cantora carioca. Aos 28 anos, além de ser sua própria empresária, ela tem uma carreira corporativa de dar inveja e ocupa cadeiras importantes em grandes empresas brasileiras: o Nubank e a Ambev.

Em 2019, Anitta foi convidada pela Ambev para ser a Head de Criatividade e Inovação da Skol Beats — que agora chama-se apenas Beats –, um cargo que pelo jargão em inglês indica uma função executiva de chefia. A marca, surgida em um festival de música eletrônica de mesmo nome, passou a ter um apelo mais jovem com bebidas mistas além de cerveja. A parceria de Anitta com a Ambev, além de trazer uma força de marketing, prevê o lançamento de um produto por ano. Entre as bebidas que saíram dessa parceria estão a Beats GT, inspirada no drink Gin Tônica, o shot 150 bmp e Beats Zodiac e, recentemente, o Ice Pops, um tipo de geladinho alcoólico. Nas redes sociais da Beats, a marca usa e abusa da imagem da “patroa” Anitta, estratégia interessante para os dois lados.

Além do ramo de bebidas, Anitta também está no mercado financeiro. Em 2021, ela foi convidada para participar do conselho de administração do Nubank e prontamente aceitou. A cantora não empresta apenas a imagem à empresa, mas também participa das reuniões trimestrais de planejamento do banco digital, que oscila com os ‘bancões’ na disputa pelo posto de mais valioso da América Latina.

“Faltava maior diversidade e conhecimento [no conselho] sobre o nosso cliente. Anitta é uma mulher nascida e crescida em uma favela do Rio de Janeiro, que realmente representa os interesses dos nossos clientes e consegue trazer uma visão sobre eles que nenhum outro conselheiro conseguiria trazer”, declarou David Vélez, co-fundador do Nubank em entrevista a VEJA. Segundo Vélez, foi de Anitta o principal apoio, dentro do conselho, à ideia de oferecer BDRs gratuitos aos clientes da fintech durante a abertura de capital da empresa.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.