Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Airbus registra 1.419 encomendas em 2011, um recorde histórico para aeronáutica

O construtor aeronáutico europeu Airburs registrou em 2011 1.419 encomendas de aeronaves, uma cifra recorde para a indústria.

Com os 1.419 aviões encomendados (deduzidos os cancelamentos), frente aos 805 pedidos da americana Boeing, a Airbus reivindica 64% do mercado em 2011, mas prevê ocupar em 2012 50% da indústria.

A Airbus espera por uma alta contínua da demanda devido ao aumento do tráfego aéreo.

O construtor europeu já entregou uma cifra recorde de 534 aparelhos em 2011, ficando à frente da Boeing pelo nono ano consecutivo, anunciou o diretor comercial do grupo, John Leahy.

O volume de negócios para o ano passado foi de 140,5 bilhões de dólares, o que representa em valor 54% do mercado mundial.

A planilha de encargos de Airbus era ao final de dezembro de 4.437 unidades, um novo recorde absoluto para a indústria. Isso representa por catálogo um montante de 588 bilhões de dólares e sete a oito anos de produção.

Apenas para o A320 NEO, modelo com apenas um corredor que promete consumir 15% menos combustível que o atual A320 (que possui 2.089 unidades encomendadas), o construtor recebeu 1.226 pedidos.

O A320 NEO, que será entregue a partir de 2015, recebeu 1.256 encomendas desde seu lançamento, em dezembro de 2010. “Nenhum programa na história da aviação foi vendido em quantidades similares e tão rápido”, disse o diretor comercial.

Contudo, Leahy não planeja se limitar no longo prazo aos 64% de participação no mercado. “Nosso objetivo é chegar aos 81% que a Boeing controlava em 1995”, declarou.

Este ano, a Boeing lançará seu 737 MAX, um modelo também de um corredor destinado a competir com o A320 NEO. O programa do 737 MAX foi lançado em agosto de 2011 e o primeiro exemplar deve ser entregue em 2017.