Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Air France cancela 60% dos voos devido a greve de pilotos

Presidente da companhia aérea, Frederic Gagey, admitiu que ainda não há acordo com sindicatos. Mais voos devem ser cancelados na quarta-feira

Os pilotos da Air France continuam em greve pelo segundo dia consecutivo nesta terça-feira, enquanto prosseguem as negociações entre a direção da companhia aérea e os sindicatos dos pilotos sobre a polêmica criação de uma filial de baixo custo. A Air France anunciou o cancelamento de 60% dos voos nesta terça-feira, após realizar menos da metade dos voos programados na segunda-feira. O presidente da empresa, Frederic Gagey, reconheceu em entrevista à rádio francesa Europe 1 que ainda não há saída para a crise. “Seguimos negociando. Fizemos propostas”, disse Gagey.

Líderes da Air France-KLM reuniram-se na noite de segunda-feira com os sindicatos SNPL, Spaf e Alter, que convocaram greve até 22 de setembro. Os sindicatos temem que o projeto de criação de 250 postos de pilotos na Trasavia (filial de baixo custo) com condições trabalhistas menos favoráveis possam afetar os empregos na empresa. Eles propõem que a expansão da Transavia como forma de concorrer com outras companhias aéreas europeias de baixo custo seja feita com pilotos da Air France e com as mesmas condições de trabalho.

A Air France quer aumentar a frota da Transavia para 19 aviões em 2015 e 24 aviões em 2016. A companhia aérea, que considera o projeto essencial para o desenvolvimento da empresa, propôs em agosto um plano de aposentadorias voluntárias para 200 de seus 3.760 pilotos. A greve, prolongando-se até 22 de setembro, se tornará a mais longa paralisação de pilotos da empresa desde 1998. Os prejuízos podem totalizar entre 10 e 15 milhões de euros por dia.

Leia também:

Ford e GM afastam mais de mil trabalhadores no Vale do Paraíba

Petrobras desliga 3.102 funcionários em 3 meses de demissões

Gerdau fecha fábrica e demite 160 em Sorocaba

Mais cancelamentos – A Air France cancelará 60% dos voos na quarta-feira. A companhia aérea informou em comunicado que espera manter pelo menos 40% dos voos e pediu aos clientes que verifiquem na página da empresa na internet se a viagem ainda está programada antes de se dirigirem ao aeroporto. Os clientes que compraram passagens para voos entre 15 e 22 setembro podem adiar as datas sem custos adicionais. Se o voo foi cancelado ou adiado por mais de cinco horas, os clientes também podem pedir reembolso.

A companhia aérea britânica Easyjet, uma das principais rivais da Air France no mercado francês, aproveitou a oportunidade para oferecer cerca de mil assentos adicionais para voos entre Paris e Toulouse e entre Paris e Nice. Já a companhia ferroviária SNCF resolveu ofertar 10.500 assentos adicionais para malhas que ligam Paris ao sul da França.

(Com agência France-Presse e EFE)