Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

AIE reduz consideravelmente previsão de demanda de petróleo

Agravamento da crise fará com que o consumo em países desenvolvidos seja reduzido

Por Da Redação 13 dez 2011, 08h26

A Agência Internacional de Energia (AIE) revisou para baixo as previsões da demanda mundial de petróleo para 2011 e 2012, em consequência do agravamento do contexto econômico e da alta dos preços, no relatório mensal publicado nesta terça-feira.

A AIE espera que o consumo de petróleo em 2011 seja 160.000 barris diários a menos do que a previsão anterior, que estimava um consumo de 89 milhões de barris diários (mbd). O número atual também é 200.000 barris diários a menos que o previsto para 2012 anteriormente. A demanda, no entanto, terá alta na comparação com os anos anteriores, a 89 mbd em 2011 (+0,8% do que em 2010) e a 90,3 mbd em 2012 (+1,4% a respeito de 2011). “A combinação de um contexto econômico mundial agravado e de preços do petróleo constantemente elevados nos leva a revisar para baixo as previsões de demanda de petróleo em 2011 e em 2012”, explica a AIE no relatório. “O futuro incerto da Eurozona significa um risco de diminuição das previsões atuais de crescimento econômico”, destacou a agência, que faz parte da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômicos (OCDE). Opep – A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) também reduziu sua previsão de aumento da demanda por petróleo em 2012 em 100 mil barris/dia, para 1 milhão de barris/dia, informando que as medidas de austeridade em países desenvolvidos poderiam afetar o consumo em mercados emergentes como Índia e China. (Com Reuters e Agência France-Presse)

Publicidade