Clique e assine a partir de 8,90/mês

AGU diz estar preparada para ações contra congelamento salarial

Outras medidas também afetam o funcionalismo, como a redução do salário inicial e a ampliação das etapas para subir de carreira

Por Da redação - Atualizado em 18 ago 2017, 15h47 - Publicado em 18 ago 2017, 15h44

A ministra-chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), Grace Mendonça, afirmou nesta sexta-feira que o órgão está pronto para defender o governo de possíveis ações de servidores questionando a decisão da equipe econômica de congelar por 12 meses salários de funcionários públicos federais. O congelamento faz parte da estratégia do governo para reduzir gastos e conseguir cumprir a meta fiscal.

Entre outras medidas para o funcionalismo, foi anunciada ainda a extinção de cargos e o aumento da contribuição previdenciária.

“Em eventuais ações desta natureza, a AGU está preparada para fazer a defesa dessa política pública fundamental no contexto das contas públicas”, disse a ministra.

Segundo ela, até agora não houve nenhum questionamento do tipo, até porque a medida foi anunciada muito recentemente, na última terça-feira e ainda depende de aprovação do Congresso.

“A AGU fará a defesa da política pública”, disse ela, falando que a decisão do congelamento de salários para fazer o governo cumprir a meta fiscal é juridicamente defensável. “Há precedentes até da Suprema Corte do país que respaldam a atuação dessa natureza. Na perspectiva jurídica, há teses fundamentadas que darão suporte à defesa adequada da política pública.”

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade