Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Agricultores de SC terão ajuda em razão da estiagem

Por Da Redação 15 jan 2012, 16h56

Por Suzana Inhesta

São Paulo – O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Mendes Ribeiro, e o governador de Santa Catariana, Raimundo Colombo (PSD), lançam amanhã (16), em Chapecó, um pacote de medidas de auxílio para os agricultores atingidos pela estiagem no Oeste, Meio-Oeste e Extremo-Oeste catarinense. Segundo o governo do Estado, em nota, as medidas foram aprovadas em Brasília na última quinta-feira (12), e irão colaborar para a redução dos prejuízos de R$ 470 milhões causados pela estiagem na região. O evento ocorre às 10h30, no Centro de Cultura de Eventos Plínio Arlindo de Nês.

Os prejuízos consideram apenas as atividades as quais tem sido possível realizar estimativas mais abalizadas sobre perdas, informou o secretário de Estado da Agricultura e Pesca, João Rodrigues, no comunicado. Até o momento, já são 80 municípios com decreto de Situação de Emergência por estiagem. No Oeste de Santa Catarina, estão localizados 42% das cidades prejudicadas pela falta de chuvas, e 34% da área total dos estabelecimentos agropecuários existentes no Estado. Na região, também residem 19,2% da população total e 34% da população rural catarinense.

As medidas que serão anunciadas amanhã irão beneficiar os agricultores que usariam a renda de milho, soja e feijão no pagamento do crédito rural, com vencimento entre primeiro de janeiro até 31 de junho de 2012. Esses trabalhadores poderão ter as dívidas prorrogadas. Caso aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a medida terá validade para custeio da safra 2011/2012. Em Santa Catarina, 80% das propriedades prejudicadas estão cobertas pelo seguro rural, o que representa aproximadamente R$ 700 milhões. Os agricultores terão ainda garantia de abastecimento de milho para animais na produção leiteira.

Também entre as ações, está a solicitação ao CMN para analisar a criação de uma linha de crédito de R$ 200 milhões para as cooperativas dos três Estados do Sul refinanciarem as dívidas dos produtores rurais nos municípios em Situação de Emergência ou Estado de Calamidade Pública reconhecidos pelo Governo. O crédito terá prazo de cinco anos com taxas de juros de 6,75% ao ano. Santa Catarina também receberá R$ 10 milhões para investimentos de prevenção contra a estiagem. O recurso poderá ser usado em projetos de prevenção, como perfuração e equipamentos de poços artesianos, recuperação de barragens e redes de distribuição de água.

Continua após a publicidade
Publicidade