Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Agência Moody’s rebaixa notas de oito bancos brasileiros

Banco do Brasil, Safra, Santander, HSBC, Bradesco, Itaú, Itaú BBA e Votorantim tiveram rating revisto durante revisão global da agência de classificação

Por Da Redação 28 jun 2012, 04h15

A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou nesta quarta-feira a nota de crédito de oito instituições financeiras brasileiras entre um e três graus, como parte de sua revisão global de todos os bancos com ratings mais elevados do que o rating soberano de seu país de origem.

Leia também:

Leia também: Para o governo, crise ‘está no noticiário’

“Nossa análise indicou que há poucas razões para acreditar que esses bancos estariam isolados a partir de uma crise da dívida do governo”, justificou a Moody’s em comunicado. “Mais especificamente, nós notamos uma significativa exposição direta desses bancos para os títulos do governo brasileiro, equivalente a 167% do capital de nível 1, em média”.

A Moody’s rebaixou Banco do Brasil, Safra, Santander e HSBC Brasil-Banco Múltiplo ao nível do rating de crédito soberano do Brasil, ou seja, o grau de investimento Baa2.

Bradesco, Itaú Unibanco e o banco de investimentos Itaú BBA foram rebaixados em um grau acima do rating soberano, porque possuem fatores que ajudam a mitigar os riscos, incluindo níveis moderados de diversificação transfronteira e altos níveis de negócios e diversificação de resultados, apesar de, em geral, possuírem altos níveis de participação na dívida soberana.

O Banco Votorantim foi rebaixado em um grau abaixo do nível do rating da dívida soberana brasileira para refletir o mau desempenho financeiro do banco, incluindo a fraca qualidade e rentabilidade dos ativos e as perspectivas de desafios constantes para a sua solidez financeira.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade