Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ações de fabricantes de armamentos sobem nos Estados Unidos

Fabricantes de armas e munições registaram valorização, enquanto papéis de dona do Mandalay Bay, hotel de onde o atirador fez disparos, teve baixa de 5,58%

As ações de mercado de fabricantes de armamentos tiveram alta no pregão da Bolsa de Valores dos Estados Unidos desta segunda-feira – apenas algumas horas depois que um homem armado matou ao menos 58 pessoas em um festival de música country em Las Vegas.

Veja também

Os papéis da holding American Outdoor Brands Corp.encerraram o dia com valorização de 3,21% na bolsa eletrônica Nasdaq. A empresa é  controladora da Smith and Wesson, uma das mais marcas mais antigas de armas dos Estados Unidos

Outra fabricante, a Sturm Ruger & Co., registrou alta de 3,48% durante o pregão da Bolsa de Nova York (NYSE). Também em Nova York, a Vista Outdoors Inc., que produz munição, também teve valorização nos seus papéis, que encerraram o dia com alta de 2,44%

Na última sexta-feira, as ações dessas companhias haviam registrado desvalorização.

Segundo o economista-chefe da Moody’s, Mark Zandi, as ações de fabricantes de armas  sobem em casos como o ataque em Las Vegas porque o senso comum é de que “os investidores acreditam que haverá uma corrida para comprar armas antes que sejam criadas novas regras de regulamentação”, disse em entrevista à BBC.

Efeito similar de alta de ações de fabricantes ocorreu após os atentados na boate Pulse, em Orlando (2016) e na escola primária de Sandy Hook (2012).

Em sentido contrário, as ações da MGM Resorts International tiveram queda de 5,58% nesta segunda. A empresa é proprietária do Mandalay Bay, hotel de onde o atirador fez os disparos.