Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ações da Europa ficam praticamente estáveis, de olho na UE

LONDRES, 26 Jun (Reuters) – As ações europeias ficaram praticamente estáveis nesta terça-feira, perto das mínimas em uma semana, diante das menores expectativas de novas medidas anticrise e contínuas preocupações sobre o crescimento global mas ajudadas por avaliações de barganhas que começaram a se tornar atraentes.

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou com leve alta de 0,02 por cento, aos 986 pontos, encontrando suporte técnico em sua média-móvel de 20 dias após atingir o nível mais baixo intradia em mais de uma semana, em 983 pontos.

Expectativas de uma nova iniciativa na cúpula de quinta e sexta-feiras de líderes da União Europeia (UE) foram enterradas pela chanceler alemã, Angela Merkel, que mantém a forte oposição à emissão de bônus conjuntos da zona do euro para ajudar a dividir o fardo da dívida de alguns países do bloco.

A Europa não terá compartilhamento total da responsabilidade da dívida enquanto ela viver, afirmou Merkel no evento de um dos partidos que apoiam a coalizão dela, segundo fontes.

“Expectativas eram muito altas, e elas agora estão sendo diluídas, provavelmenteno nível correto. As pessoas não esperam muito (do encontro)”, avaliou o estrategista da CM-CIC Securities em Paris, Francois Duhen, acrescentando que os mercados podem se enfraquecer ainda mais antes da cúpula.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou com leve queda de 0,07 por cento, a 5.446 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX fechou com leve alta de 0,07 por cento, para 6.136 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 0,30 por cento, a 3.012 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib caiu 1,11 por cento, para 12.968 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 teve baixa de 1,44 por cento, a 6.528 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 perdeu 2,01 por cento, para 4.556 pontos.

(Reportagem de Toni Vorobyova)